8 de mai de 2012

Onde Está Aquele Povo Barulhento? Onde Está Que Não Se Vê Nenhum Irmão?


Lembra da velha canção que indagava acerca do destino final de um povo barulhento e fiel a Deus? Na letra um tanto melancólica, este povo teria sido levado a "Sião" pelo Senhor. A pergunta inquietante no coro do velho hino que se eternizou na voz de Shirley Carvalhaes e na memória dos evangélicos, "aquele povo foi embora pra Sião". Não é mais possível ouvir o "barulho" que, na linguagem dos pentecostais, é uma alusão ao sinal mais evidente de quem recebe o Batismo no Espírito Santo! 
Na velha letra do hino, este povo desapareceu, "era um povo muito humilde, que aqui muito sofreu, este povo era o povo de Deus". O hino tem implícito em sua letra, a falta que este povo fará à humanidade e que vida santa e de oração eles tinham! Um povo como este só poderia ser levado pra Sião mesmo, pois ele escolheu amar mais a Deus que o mundo. Que o mundo não se preocupe mais, pois o barulho já se foi, não se ouve mais.
Bem quando ouvi este hino pela primeira vez, deveria ter uns 13 anos de idade. Já estava no meio deste povo e chorava ouvindo um dos hinos mais cantados naquela época. As vezes chorava com pena de quem ficaria aqui, outras vezes chorava por mim mesmo, desejoso de ser mais crente. Hoje, eu continuo chorando, pois o povo já quase desapareceu de todo. Onde está mesmo aquele povo barulhento?
Bem, deve ter trocado o barulho da oração e das manifestações espirituais, por barulhos dos shows gospel, ou por barulhos perante os magistrados nas teias dos processos judiciais. O barulho agora é das disputas por templos, ministérios, cargos, posições. O barulho agora é das negociatas nas reuniões exaustivas e infrutíferas.
O povo barulhento indagado pelo autor de um dos hinos mais conhecidos entre os pentecostais a mais de três décadas, já desapareceu mesmo!  
Onde realmente está aquele povo barulhento? Onde caíram suas lágrimas? Onde se pode ouvir o seu clamor? Foi embora pra Sião? Mas que Sião? Ele desapareceu sem "arrebatamento"! Ele ainda está aqui, mas desapareceu! Não, não o ouvimos mais. Pendurou suas "harpas nos salgueiros" e não quer mais cantar "os hinos de Sião". 
Onde está aquele povo barulhento...

Nenhum comentário: