22 de out de 2012

A Globo, Os Crentes e as Crenças


Este é o rosto mais famoso do Brasil atualmente. Adriana Esteves que já protagonizou papéis de mocinha e de comediante em programas de humor como Toma Lá Dá Cá e o famoso longa do cinema nacional, Trair e Coçar é só Começar, demonstrou um talento extraordinário na saga da maldosa Carminha em Avenida Brasil, novela que vai ficar na história e que levantou a audiência no horário nobre global.
Mas como tudo na Globo tem uma mensagenzinha implícita e um forte apelo àquilo que fomenta como filosofia de vida, a poderosa emissora exibiu às 18:00h. uma fabulosa história espírita com tom de encanto, fantasia e respostas para as perguntas da humanidade em relação à vida após a morte, enquanto que no horário das 21:00h. ridicularizou os crentes na personagem Dollores, papel da atriz Paula Burlamaqui! 
A maior lição sobre o "sagrado" deixada pela Globo é que os Espíritas tem um credo sólido e suas respostas para as questões relacionadas à vida e à morte são verdadeiras e "dignas de aceitação" e que os cristãos são um bando de fanáticos de vidas pregressas comprometidas com o que condenam no presente. Para completar este conceito equivocado e preconceituoso, a Globo mostrou-nos uma Carminha maléfica e que ao final se converte! Bem, alguém poderá dizer: "Mas isto não é o que esperamos dos pecadores?" O que está em questão aqui não é o que Cristo pode fazer na vida do pecador, mas a intenção da Globo ao transformar a malévola Carminha em uma santa no final da novela de maior audiência dos último tempos. 
Está claro que a intenção aqui foi mostrar que as igrejas evangélicas estão cheias de gente como Carminha, que cometem maldades, desgraçam a vida das pessoas e depois se refugiam nas igrejas. Para a emissora global não há conversão, mas fuga. O mais grave nisso tudo é verificar como nós crentes não nos importamos com isto e gastamos nosso tempo, deixamos de ir ao templo para "banquetear-mo-nos" com o lixo que a Globo exibe como um mundo de fantasia e entretenimento!
Nas redes sociais vi crentes imaturos e desocupados falar do que esperavam que acontecessem com Carminha, desejando à personagem os piores castigos.
Agora, começa hoje, "Salve Jorge". Nas religiões afro, "salve", além de significar "seja salvo", significa também "seja elevado, seja honrado, seja glorificado". Já sabe o que vem por aí. Sim, enquanto a globo ridiculariza a fé evangélica, ela engrandece a fé idólatra, espírita, afro, budista e por aí vai.
Não acredito nesta coisa de que ninguém deve assistir a próxima novela das 21:00h, como estão alardeando alguns nas redes sociais. Acredito sim, que cada crente deve ter uma visão crítica do que assiste e combater frontalmente tudo quanto tenta contradizer a Palavra de Deus e ridicularizar a fé em Cristo.

Nenhum comentário: