5 de out de 2012

Não Aceitamos as Maluquices de Deus (?)

Lutero dizia em sua teologia inaugural do movimento protestante que, a "Lei do Paradoxo" norteava a mensagem de Deus aos homens, isto é, Deus é paradoxal! Ele usa o fraco pra derrubar o forte, sua sabedoria é loucura para os homens e sua loucura redunda em sabedoria e glória para os salvos. Ele usa a vergonha da cruz para gerar glória, a morte para gerar vida. O Cristo se faz pecado, para, na carne vencer o pecado! São as coisas malucas de Deus!
Em Jefté, mostra-nos como o filho de uma prostituta pode se tornar no herói de um povo. Em Davi nos ensina que um inexperiente e jovem cidadão pode se tornar o campeão de uma guerra e depois o Rei mais amado de Israel. Em Batseba, nos mostra como uma adúltera pode se tornar na mãe do rei mais sábio da terra. Em Moisés ensina-nos que o criminoso e esquecido do deserto pode não só ser o Libertador de uma nação, como o mais notável estadista de sua época.
Nos doze discípulo Jesus nos ensina como homens rudes, com caráter em construção, com atitudes carnais e idéias acerca do Reino equivocadas, puderam se tornar nos caras que revolucionaram o mundo com a mensagem da cruz! Como o perseguidor e extremamente zeloso pelo que acreditava, a ponto de matar e prender filhos e filhas de Deus, se torna no maior teólogo, missionário e defensor da fé cristã dos primórdios da Igreja, sendo o lançador dos alicerces da doutrina de Cristo? 
Porque Deus faz isso? Porque Ele nos contraria? Porque Ele não segue nossas convenções? Porque nossos conceitos são tão antagônicos aos Dele? Afinal, somos o seu povo, recebemos o seu Espírito, fomos convidados por Ele ao céu! Recebemos sua autoridade, somos seus representantes na terra. Não, não aceitamos que filhos de prostitutas sejam chamados para guerrear nossas pelejas; não aceitamos que um fracote menino, filho da menor cidade entre as de Judá, chegue em nosso meio e faça o que não fizemos por medo! Não, não podemos permitir que aquele camarada lá do deserto, com um passado sombrio e duvidoso seja aquele que estará com a vara de Deus! Isto é maluquice de Deus!
Nossas tradições não podem ser assim quebradas. Essas loucuras podem até ser pregadas, ensinadas em nossas escolas Bíblicas, mas acabou, hoje não.
Não acreditamos que inexperientes possam nos reger, ainda que alguém diga que foi Deus quem o levantou, preferimos os "experientes" que vem destruindo tudo, mas são "experientes", levam-nos à vergonha e ao fracasso, mas são "experientes". Aliás, suas experiências valem mais do que alguém inexperiente, mas ungido por Deus! Não, essas maluquices não! Deixa como está, todo mundo escondido nas cavernas com medo do gigante do descrédito e da mornidão espiritual, mas não me venham com as maluquices de Deus!
As maluquices de Deus nos exclui, expõe nossa vergonha, nos substitui, tira a nossa "glória", inibe nossa vaidade e nos tira o poder. As maluquices de Deus expõe nossos pecados e nos põe no anonimato. Não, jamais, ainda que este seja o Caminho, jamais. Ainda que reconheçamos a graça de Deus no pequeno e desprezado, jamais. Jamais aceitaremos ser trocados por aqueles que resolveram manter-se longe de tudo aquilo que amamos. Não, não aceitamos as maluquices de Deus!

2 comentários:

Eliel Barbosa disse...

Meu caro,

Teu texto foi no ponto. Nós vivemos nossa loucura porque não reconhecemos a superioridade da loucura de Deus. Daí, a loucura de Deus é maior que a sabedoria dos homens.

Parabéns.

rosilea.rosa disse...

Muito bom,principalmente quando se refere aos experientes,é um absurdo um pessoa só com varios cargos e a igreja cheia de pessoas,desejosos de trabalhar.Mas a experiencia de alguns falam muito alto e se esquecem que é Deus que capacita.Eu por exemplo já fui mandada para o banco duas vezes,porém continuo de pé graças a maluqice de Deus.É Deus o dono de tudo e de todos,ele só ele sonda os corações.Amo esse Deus!