30 de jan de 2012

Miss. Sandra Marinho Fala do Estado de Saúde da Miss. Regilene Farias Depois do Acidente.


Caros intercessores de missões,
Agradecemos as orações e entendemos que o Senhor Deus está no controle dos últimos acontecimentos envolvendo as Missionárias Sandra Marinho e Regilene Farias (Argentina).
Compartilhamos dois emails da Miss. Sandra, um com notícias de ontem e outro com notícias de hoje. Continuemos em oração:

Miss. Sandra Marinho
"Estou mais confortada graças a Deus. Apesar da tristeza, estou mais tranqüila e confiante. Ontem à noite ela, a Regilene, aparentava estar bem melhor, reconhecia as pessoas com mais rapidez, ficava me chamando todo o tempo e estava bem consciente; e só falava da construção da igreja e das coisas que tinha que fazer ao sair do hospital. Bem, estarei voltando ao Hospital onde a Regilene está internada; O médico disse que depois de 48h, se não houver nenhuma alteração negativa, ela estará passando para a enfermaria e vai sair da UTI. Até terça-feira, dia 31/01, vou ficar aqui em Foz do Iguaçu e depois pretendo viajar e levar Maria a Villa Escolar/ Argentina e compartilhar com a Igreja e, logo em seguida, retorno a Foz pra ficar com ela, mas não sei por quanto tempo, por causa das finanças.
Tenho procurado meditar em cada palavra de apoio que tenho recebido e estar forte com as pessoas, mas me sinto muito fragilizada, chorando todo tempo, com um sentimento de saudade e tristeza, coisa desse tipo, e as vezes penso que não é normal, quero ser o bastão de Regi e Maria, mas as lembranças me oprimem.
Fortaleçam suas orações, pois ela foi fortemente atingida em um dos braços e teve traumatismo craniano. Hoje falarei com o médico para ver como ela tem evoluído entre essas 24h que  vai completar às 13h. 
Estou precisando de recursos financeiros para as viagens dessa semana e a hospedagem no Hotel, qualquer ajuda nesse momento será bem vindo, pois  tenho despesas com viagem, hotel, e outras mais.


Noticias de hoje
Saudações no amor e Jesus.!  Ontem, estive com a Missionária Regilene e gostaria de compartilhar a informação do médico. Um dos órgãos dela que foi golpeado, o baço, graças a Deus não teve nenhuma alteração, foi descartado qualquer alteração, Deus seja glorificado! Não sei por quanto tempo estarei aqui na fronteira, em Foz do Iguaçu, gostaria de pedir uma ajuda financeira para cobrir as despesas ocasionais. Além das despesas com pousada, tem a questão da locomoção e outras mais. orem para que essas necessidades sejam supridas pelo Senhor."

Para uma oferta de Amor:

Sandra Marinho
Ag 3046 – 5 C/P 4027709-9
Bradesco

27 de jan de 2012

Pedido de Oração Urgente Pelas Missionárias Sandra Marinho e Regilene Farias (Argentina)


Miss. Sandra Marinho

Caros intercessores de missões, rogamos as vossas orações pelas Missionárias Sandra Marinho e sua parceira de ministério Regilene Farias, que lhe auxilia dede 2002. Ambas estavam vindo para o Brasil; Sandra para Salvador e Regilene para Recife, quando sofreram um acidente enquanto eram conduzidas em um moto taxi. Abaixo, o pedido de oração da Miss. Sandra Marinho.


Miss. Regilene Farias
"Estou em Foz juntamente com o grupo dos missionarios dos Parceiros em Missoes do seminario do Pr. Thomas em Recife. Estamos hospedados no hotel em Paraguay; hoje de manhã fui a Foz do Iguaçu para retirar o dinheiro no banco e na volta tomei uma moto taxi com a missionaria Regilene, o carro pegou de cheio a moto que ela estava. Ela se encontra fora de perigo para a Gloria de Deus, mas está internada na U.T.I  e não sei quando vai sair de alta. Ela levou uma pancada muito forte na cabeça e abdomem, quebrou uma clavícula.
Por esse motivo, amanhã estarei cancelando a minha ida a Salvador até que Regilene esteja completamente restaurada.
Eu estou sentindo um forte sentimento de culpa por esse acontecimento ainda mais que  presenciei. Isto me dá muita tristeza!
Sei que Deus está no controle de tudo, Ele continua sendo fiel!

24 de jan de 2012

A Verdade Sobre o Afastamento do Pastor Abiezer Apolinário

Qual a verdade sobre o o afastamento do Pastor Abiezer Apolinário da Silva da Diretoria Administrativa da ADESAL? O referido Pastor é conhecido em todo o Brasil pela sua competência como jurista, competência que o levou a Presidir o Conselho Jurídico da CGADB e assessorar  outras igrejas em todo o país em questões jurídicas.
Pensar que o Administrador de uma instituição como a Adesal é responsável sozinho pelos problemas administrativos da mesma, é ser: ou ingênuo demais ou extremamente ignorante ou ainda perverso o suficiente para aproveitar-se de tal oportunidade para execrá-lo.
Apesar das sérias acusações feitas ao referido ministro por alguns ministros da Adesal, formalizadas em documento lido em reunião restrita aos Pastores setoriais, a instituição ficou devendo o direito constitucional do acusado de se defender e explicar as razões de seus supostos atos indevidos.
Vale lembrar que a falta de capacidade nas relações com os funcionários da Adesal foi fator preponderante para seu afastamento, incapacidade esta constada no documento que o acusa.
O Presidente da Adesal foi enfático em afirmar que a Igreja de Salvador continuará tendo o Pastor Abiezer como seu advogado e que o mesmo aceitou com tranquilidade a solicitação do Presidente antes da formalização do documento que o acusa de irregularidades, de se afastar da Diretoria Administrativa. 
O Pastor Abiezer não é o vilão nesta história e as circunstâncias que assaltaram a igreja de Salvador é em decorrência de iniciativas equivocadas dos DIRETORES da instituição.
No momento, a igreja vem gerindo seus recursos baseada em proposta de uma comissão especial de Pastores Setoriais, comissão esta presidida pelo Pr. Carlos Alberto Tolentino, e que já mostrou ser o caminho mais viável para o começo da cura dos sérios problemas financeiros da ADESAL. Segundo o Presidente da comissão, seriedade e responsabilidade por parte da Diretoria da Igreja de Salvador, será suficiente na aplicação dos mecanismos da proposta feita pela comissão.
Depois que uma comissão especial detectou os problemas, uma outra comissão, a citada acima, tirada dentre os Pastores Setoriais, além de apresentarem a proposta com vistas em soluções a curto, médio e longo prazo,  manifestaram juntamente com o Conselho Ministerial composto pelos Pastores Setoriais, apoio a esta Diretoria no caminho rumo à solução.
Que esta Diretoria cometeu erros, isto é sabido de todos, mas a mesma Diretoria até aqui tem demonstrado interesse em assumir os equívocos e contribuir para que os mesmos não sejam  repetidos.
O fato é que a Igreja precisa de uma eleição para a nova Diretoria, o que ainda não foi feito face aos processos que a mesma vem sofrendo pela CEADEB.
Portanto, algumas coisas precisam ficar claras:
Primeiro: A igreja de Salvador tem problemas de ordem financeiras sim;
Segundo: Esses problemas terão em breve uma solução, se cada Diretor da Igreja e cada Pastor Setorial, em parceria com cada Superintendente de Congregação por em prática com fidelidade e transparência o plano apresentado pela comissão especial tirada dentre os Pastores Setoriais;
Terceiro: O problema da Igreja de Salvador não deve recair sobre os ombros do Pastor Abiezer sozinho; como é sabido de todos, a DIRETORIA é responsável;
Quarto: uma eleição precisa ser feita, cada membro da Diretoria precisa ser substituído em um processo democrático e que demonstre o respeito devido aos membros da Adesal, fiéis nas contribuições e trabalhadores incansáveis no Reino de Deus!
Finalizo, dizendo que, o Presidente da Adesal sempre esteve interessado na paz da Igreja de Salvador e, na reunião de sábado, confessou estar disposto a fazer o possível para que a Adesal esteja bem e que, deixar de ser Presidente da instituição não é problema para ele; "o que eu quero é ver a igreja em paz", disse quando se referiu à proposta feita pelo Presidente da CGADB em reunião com a Diretoria da Adesal e da CEADEB, proposta esta rejeitada, segundo ele, pelo Presidente da CEADEB.
Enfim, é preciso que posturas éticas aliadas a um sincero arrependimento em relação às decisões que vem prejudicando a ADESAL, sejam tomadas por cada membro da instituição e que não façamos a política "judaica" de arranjar "bodes expiatórios".

Vídeos para Pensar e Discutir

Os vídeos abaixo são do Dr. Augustus Nicodemus, formado em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Norte, Recife, Mestre em Novo Testamento pela Universidade Reformada de Potchefstroom (África do Sul), Doutor em Interpretação Bíblica pelo Seminário Teológico de Westminster (EUA). É ministro presbiteriano, teólogo calvinista, professor e escritor natural da Paraíba. Atua como representante do Instituto Presbiteriano Mackenzie. Vale a pena assistir, pensar e questionar. O primeiro, além do Dr. Nicodemus, tem o conhecidíssimo pensador cristão John Piper e Stuart Olyott.

MESA REDONDA NA 27ª CONFERÊNCIA MUNDIAL


DIFERENÇAS ENTRE PENTECOSTAIS, NEO PENTECOSTAIS E TRADICIONAIS


PASTORADO FEMININO


O PAPEL DOS GRUPOS DE LOUVOR NO CULTO


DANÇAS, TEATRO E O CULTO A DEUS


23 de jan de 2012

Consciência Cristã 2012, Um Evento Que Vale a Pena Participar

Esta é a décima quarta edição de um evento que já virou referência na América Latina. A proposta é discutir a filosofia cristã, detectar aquelas que comprometem os princípios bíblicos e apontar soluções bíblicas para as constantes crises teológicas de nossa geração. Assista ao vídeo e entenda sua grandiosidade! Acesse o site: http://www.conscienciacrista.net/

Não, eu não assisto Big Brother Brasil

Foto: Genizah

Que o Big Brother é um programa ruim, que o diga Boni, o pai de Boninho, produtor do fétido programa, e o apresentador da anticultura televisiva. No vídeo abaixo, tanto Boni quanto Bial, riem em relação à precariedade do programa que serve como alavanca na subida de audiência. Veja:


O programa é o instrumento dos poderosos para ganhar dinheiro e incentivar a anticultura, mantendo os telespectadores ocupados com as masturbações femininas da casa mais promíscua do Brasil, enquanto fechamos os olhos para os crises sociais mais profundas em que vive nossa sociedade. 
O Brasil vive uma crise gritante na educação que compromete até a seriedade e a qualidade do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio), que avalia conhecimentos obtidos até o término do ensino médio, usado como parte do processo seletivo de mais de mil instituições do ensino superior públicas e privadas e que em seus últimos resultados revelou, além de indícios de fraude, precariedade na qualidade de ensino de diversas instituições educacionais e no conhecimento dos participantes.
O Big Brother Brasil é o instrumento da Rede Globo para aumentar ou manter a ignorância e criar, como disse Antonio Veronese, "valores ruins" num Brasil tratado nas páginas do The New York Times como um país cuja violência na região nordeste cresce assustadoramente, pondo em dúvida suas condições para a Copa de 2012.


Para o Genizah, quatro ponderações precisam ser feitas em relação ao Big Brother Brasil:
O programa está sendo exibido por concessão pública em rede aberta e em horário nobre, portanto, passível de ser assistido por crianças. Não se trata de censura de conteúdo, mas de restrição de acesso, propaganda restrita e horário compatível.

Este programa não contribui para a boa formação de nossa sociedade como exige a Constituição Federal aos concessionários de direitos de transmissão em ondas públicas, mas antes, pelo contrário, presta um desserviço público a nossa nação e ainda descumpre a LEI. como determinado no Art. 221 em seu Caput e em seu inciso IV da Constituição Federal da República Federativa do Brasil, que diz: Art. 221 - "A produção e a programação das emissoras de rádio e televisão atenderão aos seguintes princípios": IV)"respeito aos valores éticos e sociais da pessoa e da família". Não se trata de restrição do direito de expressão! Estes direitos estão garantidos dentro da própria Contituição, devendo a TV GLOBO fazer uso de seus direitos sem ofender o direito público.
Não é uma questão de "vê quem quer" ou "para isto existe controle remoto". Não somos só esquentadores de banco de igreja. Somos cidadãos do país e, como cidadãos cristãos, devemos fazer mais e melhor e exigir das nossas autoridades o cumprimento do mandato que lhes outorgamos.
A virtual avalanche midiática colocada na divulgação deste programa, tão somente por interesses financeiros, atinge a todos, mesmo os que não assistem ao programa e não desejam fazê-lo, de tal maneira que é praticamente impossível não ser bombardeado por notícias sobre o assunto.

Nos calamos em face às injustiças e nos deliciamos em frente à imoralidade pregada e elevada ao conceito de comportamento no programa mais infame da TV brasileira.
Adoramos e erguemos nossas mãos no templo, para depois sentarmos em nossas poltronas e entretermo-nos com a imoralidade gritante e a exaltação da anticultura tão percebida por ímpios pensantes e ignoradas por santos ignorantes e ávidos por prazeres oferecidos pela concupiscência dos olhos.
Não, eu não assisto Big Brother, não compartilho lixo com meus amigos, não dou atenção a conversas que envolvam o programa como entretenimento ou algo semelhante.
Meu conselho é que digamos à Globo e a esta sociedade, que existe uma igreja comprometida com valores morais e éticos e, acima de tudo, com a Palavra de Deus. Uma igreja que não se conforma com "este mundo" (Rm. 12:2), que anda na contramão dos "valores" ovacionados pelo Big Brother, que odeia o pecado e está em aliança com um Deus que exige santidade (1 Pe. 1:16).
Portanto, uma igreja que NÃO ASSISTE BIG BROTHER BRASIL


Pr. Raimundo Campos

21 de jan de 2012

Deputado Pr. Marco Feliciano anuncia que pedirá a retirada do BBB 12 do ar



Deputado pastor Marco Feliciano anuncia que pedirá a retirada do BBB 12 do ar: “Lixo. Derrota Moral”
O pastor Marco Feliciano utilizou o seu perfil no Twitter para tecer uma crítica social ao país e aos recentes acontecimentos do Big Brother Brasil, em que o participante Daniel Echaniz foi eliminado por suspeita de estupro após uma festa promovida pelo reality show.

O deputado aproveitou o espaço e afirmou que após o fim do recesso parlamentar irá pedir a retirada do BBB 12 do ar: “Assim q Terminar o recesso farei isso, com indignação e veemência amigo, pode aguardar!”, afirma. Marco Feliciano também aproveitou para reclamar dos patrocinadores do reality show que segundo eles debocham de programas sérios que pedem apoio: “Os patrocinadores do lixo BBB debocham qdo um programa serio pedem apoio. Resposta deles: isso não vende!”, disse.
Em outra mensagem no Twitter, Feliciano se refere ao debate sobre a descriminalização das drogas e do aborto, como indícios de “ruína”. Para o pastor, essas coisas são capítulos de uma “derrota moral” do povo: “A ruína de um povo começa assim: Estupro na TV BBB, desejo de descriminalizar o aborto, as drogas. Derrota moral”.
A polícia e da direção do Big Brother Brasil 12 afirmaram que não houve estupro, segundo eles ambos os envolvidos no caso negaram ter mantido relações sexuais e que as cenas de carícia íntimas foram consensuais.

O Ministério das Comunicações também anunciou que abriu investigações contra o BBB 12 devido a polêmica do suposto estupro. Caso seja comprovado que houve “contrangimento ao telespectador”, de acordo com o Ministério, o programa poderá ser multado e retirado do ar.

Fonte: Gospel+

18 de jan de 2012

O que nos resta? (Sobre Adesal e Ceadeb) Parte 2

Quando na última postagem indagava acerca do que nos resta no contexto da crise ADESAL X CEADEB, não tinha intenção de dar respostas, muito menos respostas simplistas, mas tentar transmitir uma visão do caos deixado pelas decisões de ambas as instituições. Recebi alguns comentários que, claro, não publiquei, haja vista a maioria ter sido de irmãos que estão com a CEADEB, mas que não tem ética para o debate no campo das idéias. Publiquei o do meu amigo Pierre que disse: "Creio, só nos resta orar."
Quero aproveitar a valiosa contribuição de meu amigo e lembrar o célebre texto de 2 Cr. 7:14:

"E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra."

O princípio estabelecido por Deus neste texto para a mudança de situações em decorrência de circunstâncias vividas pelo seu povo, passa por quatro decisões que vão além da simples oração. Portanto, eu diria que orar apenas, não é suficiente. É interessante notar que a oração aqui é precedida pela humilhação, o que corrobora o que tento dizer.
Temos visto neste contexto de ADESAL X CEADEB a oração passar a ser, nada mais, que o recurso mesquinho para alcançar supostas vitórias. Orar para que o Senhor permita ficar com o templo, é no mínimo ridículo e diminuto diante da realidade do Reino de Deus. O que seria "vitória" para um grupo, seria também "derrota" para o outro que detém o mesmo direito, afinal, era tudo Adesal, era tudo Assembléia de Deus em salvador. Enquanto isto, cristãos perseguidos em várias partes do mundo, dão até a vida para, apenas, poderem professar sua fé e compartilhá-la com outros! Alguns grupos denominacionais, dividem o mesmo espaço de culto para a adoração a Deus. Não se escandalize, católicos e protestantes dividem o mesmo salão para cultuar a Deus! Neste contexto, diferentes denominações se quer se importam em ter ou não templo, querem apenas o direito de proclamar o evangelho. 
Se eles tivessem notícia do que acontece entre nós, ficariam a indagar que evangelho diferente é este nosso! Países como o Iraque e Catar, onde a perseguição religiosa se estende a católicos e protestantes, cujos padres e pastores dividem a mesma cela e oram juntos pelo dia em que poderão proclamar livremente a Palavra de Deus!
Mas aqui a oração é diferente, é pela posse de prédios e pela oportunidade de, orgulhosamente, ostentar a fama de que saiu vencedor em sua demanda por bens materiais. 
Daí ser necessário atentarmos para a Palavra de Deus em 2 Crônicas 7:14. O que nos resta?
Humilhação: rebaixar, submeter-se, render-se, prostrar-se... Uma definição bíblica da humilhação diante de Deus é: reconhecer nossa dependência dele, reconhecer que nada temos, nem mesmo razão em nossas disputas e demandas. É passar para Ele o direito de pleito, é entender que Ele deve assumir nosso lugar no cenário de nossas pelejas, como fez o rei Ezequias quando desafiado por Senaqueribe (2 Cr. 32), ou Josafá quando temeu os filhos de Moabe e de Amon (2 Cr. 20:1-3).
Orar então, é uma resposta muito simplista face ao caos e à calamidade do povo de Deus. É necessário primeiro humilhação, baixar as armas, é pagar o preço pelo dano próprio, é reconhecer que nossas atitudes se constituíram em opróbrio e que o que interessa agora é o que o Senhor fará de nós, é como nos repreenderá e qual disciplina nos aplicará, afinal, Ele castiga a quem ama.
Além de orar e buscar a face do Senhor, 2 Crônicas 7:14 diz veementemente que precisamos nos converter dos nossos maus caminhos. Converter: mudar, dar a volta, mudar o alvo, transformar, abandonar o estilo de vida que choca com aquele que nos propõe os ensinos de Cristo. 
A conversão é acompanhada de arrependimento, de pedido de perdão, de desejo por restaurar a comunhão perdida, de abraçar de novo quem magoamos ou aquele que nos magoou.
Quem se converte, deixa no altar a sua oferta quando lembra que seu irmão tem alguma coisa contra si, e só a oferece com a consciência livre, depois que se reconcilia com seu irmão (Mt. 5:23,24).
Sem discursos filosóficos, sem subterfúgios, é isso que nos resta. 
É isso que penso e é este sentimento que vem ardendo em meu coração nestes dias...

Continua...

13 de jan de 2012

O que nos resta? (Sobre Adesal e Ceadeb)

O quê nos resta? O que ficou das nossas escolhas? O que restou dos nossos devaneios? O que temos da semente maldita lançada ao chão das desventuras, germinadas no solo de corações feridos, cujas chagas fétidas, sangram e espumejam a insana guerra dos profanos sacerdotes, distantes de toda santidade de Deus?
O que nos resta do orgulho ferido no auto de nossas posições clericais? O que nos resta do rebanho tosado e vendido às escuras, para assegurar-nos o lucro da próxima negociata? O que nos resta das invasões ao lugar santo, consagrado ao culto, mas transformado em campos de batalhas, onde soldados ilegítimos brigam por causas ilegítimas e fomentam a mentira e o escândalo ao Santo, ao Eterno? 
O que nos resta das incursões processuais nas mãos dos Meritíssimos comprados e alardeados na imprensa sensacionalista e corrupta?
O que nos resta do desligamento em massa da combalida associação de pastores? O que nos resta da quebra de comunhão de irmãos de banco, de igreja, moradores da mesma rua, conhecidos de infância, amigos que viveram momentos memoráveis na carreira santa e no caminho à salvação esperada? Mas que agora tem lados, tem grupos, tem ministérios diferentes? 
O que nos resta das famílias lançadas às garras da depressão, da desilusão, da mágoa? Dos filhos pródigos surgidos no contexto de uma guerra desgraçada, perversa, não legitimada, mas odiada, que anda na contra-mão dos ditos do Filho de Deus?
O que nos resta, se não culpa? O que nos resta, se não dor? O que nos resta, senão quebra de alianças com Deus? O que nos resta?
O que nos resta de um sistema que está sucumbindo nas mãos de meliantes da fé, do sacerdócio, do púlpito? O que nos resta, se o dinheiro é o regente desta corja que recebeu a impensada imposição de mãos? O que resta de uma liderança que entrega seu rebanho por política e interesse? O que resta de um rebanho sem pastor? 
O que resta de quando promovemos festas para encobrir a crise? Quando amotinamos nas comemorações, para burlar o deserto do dia a dia?
O que nos resta das comemorações das vitórias que custam as derrotas do irmão? O que nos resta se o Templo virou objeto de disputa e pressão psicológica?
O que nos resta?  O que nos resta? 

Continua...

8 de jan de 2012

O que é um Conferencista?

O texto abaixo, faz parte da aula que ministro no Curso "Jovens Pregadores: Propostas e Perspectivas."

DEFINIÇÕES

Aprendi ao longo de minha experiência como crente e ministro do Evangelho que, devo viver de acordo com o estilo de vida que escolhi. Logo, se sou pastor, tenho que viver como pastor, dar testemunho de pastor, amar como pastor, ver como pastor, enfim, ter todas as qualidades de pastor. Como as pessoas me reconhecerão como pastor, se não possuo as qualificações para tal?
Quanto a alguns que se intitulam Conferencistas de hoje, percebe-se uma discrepância sem tamanho entre, discurso e domínio do assunto. Por isso, vale a pena lembrar: o que é um Conferencista? Quais devem ser suas qualificações?
Bem, qualquer dicionário da Língua Portuguesa define Conferencista como: "pessoa que fala em uma reunião sobre assuntos próprios, para instruir, elucidar, esclarecer..." Entenda  que "assuntos próprios" aqui diz respeito a assuntos específicos, sobre o qual o conferencista debruçou e gastou tempo no estudo e na pesquisa, fazendo, às vezes, pesquisa de campo, se tornando um especialista naquele assunto. 
Para exemplificar, vejamos um uma frase tirada de uma publicação da Folha de São Paulo de 13/04/2011:

"A obra foi escrita pela inglesa Karen Armostrong, que foi freira durante sete anos, bacharelou-se em literatura em Oxford e hoje é consultora e conferencista na área de religião comparada. Em um dos capítulos, ela analisa o fundamentalismo religioso, um tema que ganhou atualidade desde os ataques de 11 de setembro."

O Conferencista, portanto, é :
Alguém especializado em algum assunto;
Alguém que fala embasado em dados e estribado em uma doutrina;
Um pesquisador;
Um ensinador.

Vale lembrar que a palavra conferencista vem de "conferir", isto é, verificar, ver se é mesmo, confirmar, averiguar. A expressão indica dois tempos da vida do verdadeiro conferencista: a primeira é a pesquisa, a segunda é a divulgação da pesquisa, o que inclui suas palestras e conferências.
Uma palavra aos nossos amados Conferencistas: não gastem tempo ouvindo apenas pregações de famosos "Conferencistas", o estudo e a pesquisa é a característica elementar de um conferencista, além, claro, de uma vida de inteira consagração a Deus, através da oração e estudo de sua Palavra. O que fazer então?
  • Descubra qual assunto bíblico ou teológico te fascina;
  • Se especialize nele;
  • Ouça outros especialistas no assunto;
  • Faça seus cursos teológicos e seculares com foco nele. Ao fazer um curso, se pergunte: "este curso me ajudará a ter mais conhecimento sobre o assunto que me fascina?"
  • Consuma livros e informações acerca do tal assunto.
Se seu estilo de apresentação no púlpito, se inclina mais para a pregação do que para a palestra, você tem duas opções: ou tentar mudar, isso é possível se favorecer seu ministério, ou pregar demostrando domínio no assunto e embasamento. Todavia, o Conferencista é aquele que esclarece, que elucida, que dá tempo à sua platéia administrar as informações, o que dificilmente acontecerá durante uma pregação.
Se a característica fundamental do conferencista é esclarecer, elucidar, dar a entender, então, pode-se dizer que os verdadeiros conferencistas são encontrados em seminários, simpósios, debates. São aqueles que gastam tempo provando, mostrando, exibindo, discursando com embasamento, etc.
São poucos os pregadores que carregam consigo a capacidade de ensinar e conferir com o público o assunto que se propõe a discursar.

Pregadores simplesmente, não podem ser chamados de conferencistas. Um palestrante que não domina o assunto, não pode ser chamado de conferencista. Conferencista é quem gasta tempo para conferir, estudar, pesquisar e consegue levar seu público à reflexão.
A maioria dos chamados conferencistas de hoje não possuem tais características. Estão preocupados com a retórica e eloquência ou até com a aparência, mas demonstram pouco conhecimento e falta de embasamento. 
Isto pode ser mudado, se você, jovem conferencista, deseja mesmo servir a Deus com o dom que ele te deu. Até o próximo encontro.

Pr. Raimundo Campos

2 de jan de 2012

Missão Após as Curvas das Colinas Haitianas



Por Raimundo Campos

Jacmel, Capital do sudeste haitiano, cidade costeira fundada em 1698, a 90 Km da agitada Porto Príncipe. A rota para Jacmel é perigosa e dura duas horas. Quem pega o precário transporte de Porto Príncipe para Jacmel, enfrenta cerca de 300 curvas fechadas em ladeiras que anunciam a subida de uma colina que escondem o perigo e a morte a todo instante.  Cargas pesadas e mal arrumadas, são vistas a todo momento nos caminhões que transportam mercadorias da Capital Porto Príncipe para a litorana Jacmel. No interior do veículo, algumas pessoas acostumadas com o que para nós é uma aventura inédita, olham pela janela como se estivessem olhando para o infinito, enquanto outras, mais sensíveis à mudança de altitude, passam mal e se servem de algum recipiente para por para fora sua agonia. Em minha experiência, segurei com toda força alguma parte do veículo enquanto tinha constantes pressentimentos.
Com professoras haitianas
do projeto de Iraildes
Ao meu lado, tranquila e tentando passar-me sua tranquilidade, a Miss. Iraildes Moreira, uma mulher madura e com experiência no lidar com o povo haitiano. Eu a observava, enquanto ela preparava-me para o que vinha após as curvas das colinas. As histórias de Iraildes estavam repletas do que para mim parecia apenas o imaginário dos contos de missões. Para ela, era real, era vida, era sua história.
Ao descer do veículo, tentei ter uma visão panorâmica até onde fosse capaz de identificar o cenário das histórias da missionária. Observei as pessoas, agitadas como em Porto Príncipe e, como em todo país, gente interessada em tirar proveito do estrangeiro.
Escola de Alfabetização de Adultos
Uma vez instalado, conheci o trabalho desenvolvido pela Missionária Iraildes naquela cidade misteriosa, escondida após as perigosas curvas das colinas do sudeste haitiano. Naquele momento, novembro de 2009, dois meses antes do terremoto que abalou o país, a cidade parecia já ter passado por um. Apesar de ser mais bem cuidada que a Capital do país, Jacmel tem mesmo características de uma cidade interiorana, com motos subindo e descendo, comércio desorganizado e uma coisa interessante: comboios da Força de Paz da ONU, conduzindo os boinas azuis, o que dá a impressão de estado de sítio.
O haitiano, com algumas excessões, são desconfiados e isto se deve ao fato de historicamente terem sido explorados por estrangeiros que usam a imagem deste povo sofrido para fins inescrupulosos.
Com crianças da Escola de Oban
durante a Escola Bíblica
Mas no meio deste ambiente hostil e marcado por guerrilhas, conflitos, pobreza, enchentes, herdeiros de um sistema político e econômico em decadência, nasce o Projeto de uma baiana que, se sentindo chamada pelo Senhor, resolve viver ali, no meio de toda esta turba sociológica e se doar ao resgate da cidadania de famílias pobres e crianças desamparadas. Educação é sua estratégia, ela a usa para dar oportunidade a adultos e crianças de aprenderem a ler em sua própria língua, o crioulo. Entre uma aula e outra, a mensagem do Evangelho soa com naturalidade. As crianças demonstram receptividade à aula de Bíblia por professores que ensinam também a língua nativa, francês (idioma oficial), matemática e recebem salários oriundos das ajudas que a Missionária recebe de seus mantenedores.
Falando a uma das igrejas
que apoiam a Miss. Iraildes
Uma semana foi suficiente para conhecer as cinco turmas: uma de alfabetização de adultos e quatro do ensino fundamental para crianças, além do serviço de ajuda humanitária que envolvia: construção de casa para um deficiente visual, cestas básicas para famílias pobres, entre outras ações sociais e a igreja, a qual tive o prazer de inaugurar.
A Miss. Iraildes começa seu trabalho de manhã cedo com oração pelos missionários da Semadesal e pela Adesal, Semadesal e parceiros de seu projeto. Depois, visita todas as escolas, as quais funcionavam antes do terremoto, em prédios e terrenos doados por Pastores amigos seus.
Com o Pastor Boliviano Augusto
em sua casa em República Dominicana.
Depois daquela semana em Jacmel,  presenciando  o labor missionário de Iraildes no meio de um povo agitado e de costumes bem diferentes dos nossos, entrando em vilas, conhecendo gente cuja expressão parece estar sempre interrogando sobre a nossa missão; depois de sentir a pressão espiritual e o desgaste físico e mental a que se submete nossa missionária, senti que por trás daquelas colinas está se construindo uma história que vai além daquela dos relatórios missionários de Iraildes.
Ela ainda está lá. Passou pelo terremoto, viveu o milagre de ser resgatada por uma aeronave da Força Aérea Americana, veio ao Brasil com o Miss. Lucson, seu parceiro no projeto, com quem se casou e voltou para dormir em barracas e viver ao lado do povo que aprendeu a amar. Voltou ás colinas do sudeste haitiano para ajudar aquele povo  com aquilo que o Senhor colocou em suas mãos.
Pregando na inauguração da igreja
liderada por Iraildes.
Seu projeto virou instituição com registro e o reconhecimento das autoridades. Apesar de ter perdido alguns de seus mantenedores, ela conseguiu, milagrosamente, comprar material didático e fardamento para algumas turmas de sua escola que os recebe de graça.
Mesmo sofrendo intempéries como: assalto, diminuição da ajuda financeira por parte de mantenedores particulares, perdendo a casa que morava antes do terremoto, Iraildes consegue ressurgir das cinzas e se erguer para levar esperança e a mensagem de que, por trás das curvas das colinas do sudeste haitiano, uma luz está raiando e, Deus, continua operando através dos seus...
Se você quiser contribuir com o ministério da Miss. Iraildes, entre em contato conosco.

1 de jan de 2012

Feliz 2012

As previsões dos Maias indicam que neste ano teremos o fim. Previsões acerca do futuro sempre assombraram a humanidade e dividiu opiniões. Todos temem um fim. Diante de assombrosos vaticínios, todos parecem entender que a terra é o melhor lugar do mundo e que, viver, foi a dádiva mais sublime dada aos homens. Toda previsão acerca do fim de todas as coisas desperta interesse, pesquisa, debate, gera ceticismo, crença, etc. O fato é que na verdade o fim nos assusta, nos incomoda. Todos queremos mesmo é viver e desejamos deixar para nossos filhos uma terra que lhes proporcione desfrutar da vida da melhor maneira possível. 
Mesmo com estes anseios pulsando em nossos corações, às vezes, construímos a vida sobre princípios que comprometem a existência humana. Continuamos a construir usinas que comprometem o meio ambiente, alimentamos um estilo de vida que mata aos poucos nosso ecossistema, vivemos como desconhecidos embora sejamos todos criatura do mesmo Deus.
Deixando pra trás esta coisa do fim, sim, o fim que não deve assustar os salvos em Cristo, afinal, tudo está predito na Escritura Sagrada. Não precisamos assombrarmo-nos com quaisquer que sejam as previsões porque temos a Palavra de Deus. O que precisamos é estar sempre prontos, prontos para o fim, prontos para o encontro com Cristo, prontos para a morte. Mas também viver a vida que Cristo nos proporcionou, olhando para Ele, autor e consumador da nossa fé (Hb.11:2), "o que era, o que é, o que há de vir..." (Ap. 1:8). Quando olhamos para Ele e desfrutamos sua vida abundante (Jo.10:10), não ficamos assombrados com o fim, pelo contrário, desejamos o fim, porque o fim, é estar com Ele, é vê-lo face a face. O fim para a igreja é o começo, o começo de uma história que se iniciou no Calvário e que na verdade para nós não tem fim, porque o fim para o mundo é começo da eternidade com Cristo para a Igreja.
Portanto, com previsões ou não, com o fim ou não, somos de Cristo e estamos escondidos nele. Vivamos 2012 sem assombros, mas com esperança. FELIZ 2012!

Pr. Raimundo Campos e Família.