27 de fev de 2012

Missionária da Semadesal Auxilia Ministério no Perú

Quem conhece a  Missionária Eli, sabe de sua entrega pessoal à vontade de Deus e disposição a ir onde Ele enviá-la. Desde que atendeu ao chamado do Senhor, Eli desenvolve um ministério ainda pouco conhecido e discutido nas reuniões de missões: Auxiliar de Ministério Missionário. Servindo como uma "Epafrodito" do século XX, Eli já esteve no Equador, auxiliando o ministério do Miss. Josemar, no Chile, auxiliando o ministério do Miss. Adailton Barbosa e, agora, retorna de mais um trabalho de auxílio, desta vez a um ministério peruano. Neste seu último relatório, nossa missionária fala da gratidão do Pastor Luis Vargas da Igreja Betel peruana e de como o Senhor a usou para restaurar vidas junto aos servos de Deus no Perú:

                           

                            SALVADOR, 26 DE FEVEREIRO 2012.
A paz do senhor,

"Como água fria para uma alma cansada, assim são as boas novas de terra remota" (Pv.25.25).

Esse versículo, foi  escolhido pelo Pastor  Luís Vargas da  Igreja Betel  em Trujillo - Perú – Cartavio, para expressar  a sua gratidão   a  Deus, a Semadesal e a toda Igreja no Brasil,  pelo trabalho feito no Perú durante os dias solicitados e, para fortalecer, enviou carta de agradecimento à Diretoria.
Amados, quero louvar a Deus e agradecer a todos pelos 23 dias de desafios , lutas e vitórias no Perú. Retornei ao Brasil no dia 19 de fevereiro como já estava previsto,  e passe a me  recuperar de fortes dores intestinais em virtude do choque alimentar  que se deu com o meu retorno; mas graças a Deus que tudo está se normalizando . Segue abaixo informações dos trabalhos realizados que complementam o  relatório anterior.
Trabalhos desenvolvidos:
Ministraçao da Palavra em uma Campanha Evangelística em comemoração ao sexto ano da igreja Betel;
·        Estudo para capacitação de obreiros;
·        Estudo para adolescentes;
·        Visita nos lares com fins evangelísticos;
·        Estudo sobre arrebatamento  no templo local; 
·        Estudo para as mulheres em parceria com a Miss. Tânia Vargas;
·        Trabalho de Jejum e oração, onde houve restauração e batismo com o Espirito Santo.

      Miss. Eli Rosangela dos Santos

21 de fev de 2012

Missionária Regilene é Sepultada Sob Clima de Emoção

A informação é de ADM FAPE, Perfil de Usuário do Blogspot, que assina como Vanessa Cordoville. Segundo ela, o sepultamento ocorreu hoje às 11:00h., no Cemitério Parque das Flores, depois do corpo ser velado na Igreja Batista Missionária de Piedade.
Ainda segundo Vanessa, houve um culto que lembrou o trabalho da missionária sob muita emoção. Vanessa conta que, algo lhe chamou a atenção: "a tranquilidade da família que entende que ela partiu para a glória de Jesus".
A Semadesal presta suas condolências à família enlutada e solicita aos nossos leitores a fortalecer as orações em favor deles.
Que a memória dos serviços prestados a Deus em sua seara pela Missionária Regilene, sirva de exemplo para a nossa geração e que Deus continue levantando outros com seu valor e denodo.

20 de fev de 2012

Assista ao vivo a 36ª Confraternização da Mocidade da Assembleia de Deus em Abreu e Lima-PE


Programação abaixo:

Segunda - 20/02:

09h00 - Pr. Marcos Gonçalves
14h00 - Pr. Altair Germano
19h00 - Pb. Claudio César

Terça - 21/02:

09h00 - Ev. Robson Lucena
14h00 - Pb. Marcos César
09h00 - Dc. Luiz Gustavo

Click no link abaixo e assista as transmissões


18 de fev de 2012

Missionária da Semadesal Rita Coelho (Gâmbia) Perde Sua Mãe

Miss. Rita Coelho (Gâmbia)
A notícia está no Mural do Facebook do Missionário Toni Oliveira, esposo da Miss. Rita (Gâmbia). Segundo sua postagem, ele encontra-se no Brasil, o que deve agravar ainda mais o sofrimento da Missionária. A passagem para a eternidade da mãe da missionária, acontece no mesmo instante em que sofremos a ausência da Miss. Regilene que passou a estar com o Senhor hoje às 14:00h. Pedimos orações pela Missionária Rita Coelho.
Abaixo, recado no Mural do Facebook do Missionário Toni:

Por Favor orem pela Rita, acabemaos de receber a noticia que a mae dela veio a falecer... A Rita esta so em Gambia e pode ter certeza esta eh uma situacao de muita dor para ela... Uma vez que ainda estou no Brasil, precismao da graca do pai.Obrigado Tony"  

Partiu Para a Eternidade, Missionária Regilene (Argentina)


Depois de um acidente sofrido em Foz do Iguaçu enquanto trafegava em uma moto-taxi, quando vinha para o Brasil, a Missionária Regilene precisou ficar internada em um dos hospitais daquele Estado. A Missionária que vinha em companhia da Miss. Sandra Marinho (Semadesal), a quem auxiliava em atividades na Igreja de Villa escolar, na Argentina, não resistiu às complicações do sinistro e passou a estar com o Senhor hoje, às 14:00h.
Pesarosa, a Miss. Sandra Marinho, que a acompanhava, comunicou o falecimento da Miss. Regilene hoje, ao Pr. Dário Gomes, Secretário Executivo da Semadesal.
É com pesar que, nós da Semadesal, anunciamos sua passagem e solicitamos aos nossos leitores que redobrem suas orações em favor da família enlutada, para quem desejamos que o Eterno Deus traga consolo em momento tão difícil!
Ainda não temos informações acerca do sepultamento, sabemos apenas que o corpo da Missionária ainda está em Foz e, imagina-se, que deva ir para Recife, onde estão seus familiares.

Setor de Comunicação da Semadesal
Pastor Raimundo Campos 

15 de fev de 2012

O Tradicional, o Teológico e o Novo.

Hoje: o Tradicional.

O pensamento tradicional, como já indica o nome, pauta sua crença na tradição, naquilo que lhe foi passado com argumentos supostamente bíblicos e que se firmou ao longo dos anos como verdade fundamental. Aquilo que acredita é, na maioria das vezes, fruto de uma teologia terrorista e fundamentalista, com um discurso impiedoso para com os que trafegam na contramão de seus ensinos.
Obviamente que não falo da ortodoxia e seus valores e princípios, mas de uma tradição cravada no pensamento protestante pentecostal, a partir de uma hermenêutica equivocada e desprovida de profunda exegese.
O pensamento tradicional tem um olhar arrogante e discriminador. Olha para a vida a partir dos ensinos nunca questionados e supervaloriza a experiência em detrimento da ciência e da revelação da Palavra. O tradicional é extremamente resistente às mudanças e as tem como ameaça ao que considera ortodoxo e verdade incontestável. Novos viés do pensamento cristão nunca são permitidos, discutí-los seria, inclusive, afrontar a "verdadeira fé".
Uma coisa a apreciar neste tipo de tradicional, é a capacidade de não abrir mão dos seus princípios. Pena que nem sempre esses princípios tem fundamentação bíblica; a maioria surge a partir de meras tradições, como os fariseus que, na época de Jesus, tinham acrescentado à Torá, cerca de seiscentos princípios meramente humanos (Marcos 7:6-13).
Paulo, escrevendo aos Colossenses alertou-nos acerca do perigo de tornarmo-nos prisioneiros das tradições dos homens (Cl. 2:8), e insistiu para que não nos sobrecarregássemos com elas (Cl. 2:20).
Não devemos ignorar o fato de que a tradição deve ser vista a partir de seus contextos: Tradição cultural, religiosa, familiar, etc. 
Todavia, o que acontece na tradição pentecostal no Brasil, é que ela não nos pertence, veio de fora, e encontrou solo fértil em terras tupiniquins. Isto porque a teologia pentecostal foi sendo construída sob o calor da experiência e esta se tornou fundamental, a ponto de, às vezes, equiparar-se ao das Escrituras.
Há um perigo quando procuramos fundamentação bíblica para nossas experiências. O certo seria fazer passá-las pelo crivo da Escritura!
Embora saibamos que a experiência do Batismo com ou no Espírito Santo, por exemplo, seja real, outras experiências transcendentais passaram a ter mais valor entre nós que a Escritura e passamos a construir preceitos e forçamos sua fundamentação bíblica, fazendo hermenêutica equivocada.
É neste clima de experiências e escassez do ensino bíblico, que o pensamento pentecostal tradicional é forjado, principalmente em regiões de nossa nação onde o incentivo ao estudo sistemático da Escritura é negligenciado.
Na verdade o pentecostalismo brasileiro, associou costumes estrangeiros, principalmente europeus, aos ensinos das Santas Escrituras. Interpretações grotescas, aliadas ao sentimento experiencial, formou uma tradição que imperou em Igrejas como Assembléia de Deus e Deus é Amor, e que hoje são facilmente questionadas e, a maioria, feitas em pó, face à Palavra de Deus.
Existe um tipo de tradição que carrega valores éticos, morais e espirituais que precisam ser preservados e vividos intensamente, não só por pentecostais, mas por todos os protestantes e qualquer ser humano comprometido com valores e princípios. Mas há tradições, resultado de equívocos teológicos e de visão da vida, que resultam em "aparência de sabedoria, em devoção voluntária, humildade, e em disciplina do corpo, mas não são de valor algum senão para a satisfação da carne." (Cl. 2:23)
Gosto da explicação de Paulo em Colossenses, porque define o tipo de tradição de que estou tratando aqui. Observemos:
Do versículo 13 ao 15, o Apóstolo descreve a maneira sobrenatural como Cristo nos libertou do pecado despojando até os principados e potestades e os expondo publicamente. A partir do versículo 16, ele mostra-nos que por este motivo, não devemos aceitar que nos julguem a partir de preceitos como aqueles relacionados ao comer, beber ou guarda de dias especiais ou sagrados. O Apóstolo dos gentios deixa claro ainda que corremos o risco de sermos dominados pelo bel prazer de quem prega tais preceitos.
Permitir que tais tradições nos domine, diz Paulo, é permitir viver como se estivéssemos no mundo (v. 20) e assevera que tais tradições perecem pelo uso e são fruto de doutrinas dos homens! (v. 22).
Concluindo, só a Escritura pode levar-nos a uma vida abundante. Precisamos abandonar tradições que nos aprisionam do lado de fora da porta que nos conduz aos tesouros incomparáveis da Palavra de Deus. Precisamos reanalisar e questionar nossas tradições, fazê-las passar pelo crivo da Escritura e estar prontos a renunciar aquelas que nos mantiveram longe de uma experiência mais profunda com Deus e do conhecimento de sua Palavra.

14 de fev de 2012

Liderança e Empreendedorismo Sob a Ótica de Daniel Godri

Primeiro é bom saber quem é Daniel Godri e depois assistir estes vídeos super interessantes:
Obs: no último vídeo, Godri apresenta Jesus como modelo de liderado pelo Pai e de Líder que soube transformar seus 12 discípulos em homens que mudaram o mundo. Só que ele destaca que Jesus também teve fracassos. Como ele não é especialista em Bíblia, mas em marketing, entendemos seu deslize. Fora isto, os vídeos são muito instrutivos.

Presidente do IBMV - Instituto Brasileiro de Marketing e Vendas;


Apresentador do programa “Desenvolvendo Talentos”, pela TVCanção Nova; 
Palestrante das Melhores e Maiores Empresas relacionadas na Revista Exame;
2º lugar no ranking brasileiro das estrelas que mais brilham no palco no mercado depalestras, segundo a Revista Veja.
Show Business de sucesso no ATL Hall (Metropolitan), Olímpia (São Paulo) e Via Funchal (São Paulo);
Palestras realizadas na Alemanha (Volkswagen), México (Goodyear), Estados Unidos (PPA) e Uruguai (Ipiranga);
Ex-professor de Marketing da Pontifícia Universidade Católica do Paraná;
Ex-coordenador de Marketing do curso de pós – graduação da FAE (Faculdade Católica de Administração e Economia);
Formado em Administração pela FAE (Faculdade Católica de Administração e Economia);
Pós-graduado em Marketing;
Pós-graduado em Metodologia do Ensino Superior;

Autor do livro “Conquistar e Manter Clientes” (110º edição). O livro indicado pelo Cmte. Rolim Adolfo Amaro da TAM e pelo programa de televisão “Pequenas Empresas; Grandes Negócios” da rede Globo; Lista dos mais vendidos da Veja de 1994; “Marketing de Ação” (11º edição); “Sou Alguém Muito Especial” (49º edição); “Posso Até Estar Apagado, Mas Fui Feito para Brilhar” e “Na Escola da Vida Até Meu Professor Aprendeu” (Lançamento).

Autor de 46 títulos de fitas de vídeo e DVDs para Treinamento, com os mais variados temas. Dentre eles, se destacam Motivação, Vendas, Auto Estima e Atendimento.





13 de fev de 2012

CEADEB e Seus Problemas?

Problemas? Não, imagina, lá todo mundo é homem de Deus, cá só tem rebeldes, independente da reputação, do estado de espiritualidade só conhecido por Deus, dos serviços prestados às Assembléias de Deus na Bahia e, acima de tudo, ao Reino de Deus; aqui todo mundo é rebelde, quem disse foram os donos da verdade (Presidente da CEADEB) e aqueles seus seguidores, a maioria sem opinião própria por conta da posição que não pode ser perdida. Quem disse foi gente alheia à verdade e louca por derramar o fel dum coração que se esconde por trás da máscara da hipocrisia.
Lá, na CEADEB, não tem problemas, eles agem com toda transparência e não tem politicagem, imagina! Não, eles não podem ser chamados de rebeldes não, está escrito no livro sagrado de sua presunção e arrogância. Sim, eles são os certos, afinal, eles compram, subornam, espalham mentiras; mas eles podem, eles são C-E-A-D-E-B, entendeu? São a autoridade de Deus, sacou? Igreja? Não, eles não sabem o que é isso! Ah, desculpem, eles sabem sim. A igreja forma um grupo de pessoas que podem ser manipuladas, gente a quem pode se dizer que, quem sair de lá é rebelde e todo mundo tem que acreditar; se não acreditar e questionar, será chamado de rebelde também e ponto final.
Problemas? Eles? Para com isso. Como ter problemas, se milhões de reais saem dos cofres da instituição para bancar advogados numa insana guerra judicial contra a igreja responsável por seu surgimento?
Ah, tem aqueles probleminhas de dinheiro emprestado do CEADEB-Prev para pagar os jubilados e pensionistas, uma merreca de R$ 650.000,00 (Blog do Pastor Jorge Nilson). A pergunta dos rebeldes é: O que foi feito dos dízimos dos ministros e fundos convencionais dos campos? Não era com este recurso que os jubilados e pensionistas tinham que ser pagos? Ah, gente para com isso, esqueceu que eles são da C-E-A-D-E-B? Isso aí só é pecado se for praticado na ADESAL ou CONFRAMADEB.
Presta atenção ao que um Ceadebiano diz em sua postagem que também já foi publicada no Blog do Pr. Dário Gomes: Mas antes de fazer qualquer juízo, vigia hein, porque esse pessoal aí são os donos da verdade na Bahia:

"Obs. 1. Desejei manifestar essa fala na 94ª AGO em Salvador, mas fui cerceado pelo presidente e 1º secretário.

2. Agora com novos fatos.

Não resta dúvida que os três últimos anos da Ceadeb foram esclarecedores quanto a atual administração. Não somos daqueles tipos que não reconhece as qualidades de uma administração, reconhecemos sim as qualidades e sucessos quando ocorrem. Mas também colocamos na balança os prós e os contras. A atual administração exalta-se falando sobre o que foi conquistado pela contribuição dos dízimos dos pastores e fundo convencional das igrejas. Eles simplesmente cumpriram a sua obrigação. Não há mérito segundo a Bíblia, em fazermos o que nos foi ordenado e ainda assim somos chamados de servos inúteis. Na carta enviada aos ministros com o título, CONSOLIDANDO O QUE FOI CONQUISTADO!, não diz o que foi perdido. Isso é muita arrogância.

Vamos aos fatos:

1º Sanar as dívidas: que diga a Ceadeb-prev, o quanto foi tomado de empréstimos para pagar em dias os jubilados e pensionistas. Até junho de 2011 devia, declarado pelo relatório da Tesouraria e Conselho Fiscal, cerca de R$650.000,00. E agora no último relatório financeiro na 96ª AGO, pagaram cerca de R$270.000,00. (Sempre coloco os números aproximados para um melhor entendimento). Portanto ainda restam R$370.000,00 de dívidas a serem pagas. Não questiono o débito, questiono a informação falsa de ter pago as dívidas.

2º Duplicar patrimônio: vendeu o terreno da Ceadeb em Camaçari. Como duplicou o patrimônio? Quanto ao terreno para construção de centro de eventos, são méritos dos nossos deputados, pois qualquer um que estivesse na diretoria da Ceadeb, sem os deputados, não teriam êxito. A verdade é que simplesmente ampliou a sede da Ceadeb. Isso sim foi muito proveitoso e verdadeiro, pois foi com os recursos da Ceadeb.

3º Fazer acordos políticos com governantes ímpios que apóiam o aborto, o homossexualismo e a liberação das drogas (todos sabem que o PT luta para que esses projetos sejam aprovados) como foi feito na AGO em Salvador, isso sim é destrutivos e retrocesso espiritual.

4º Decisões que podem não ter agradado a alguns: Gente isso acontece em qualquer administração. Porém não esclarece quais decisões não agradaram e a quem desagradou. Fica muito vazio.

5º Deus tem aprovado nosso trabalho: não devemos colocar Deus onde ele não está. Nem todas as decisões são direções de Deus na Ceadeb. Muitas delas são decisões políticas e eleitoreiras.

6º Parece cedo falar sobre o nosso pleito: Quando foi que parou de falar? Desde o dia que tomou posse a política convencional não sai de cena. Sejamos mais verdadeiros e menos hipócritas.


Infelizmente, não temos muitas coisas para comemorar, só a lamentar.

Vamos aos fatos:

a)     Falta paz nas nossas AGOs: as palavras ditas e ouvidas nas últimas sessões plenárias, dentre muitas outras, essas não revelam clima de paz, como constantemente vemos na Sinopse das AGOs no site da Ceadeb dizendo que tudo ocorreu em um clima de paz. Palavras tais comoBANDIDO, LADRÃO, MENTIROSO, FALCATRUAS, MISERÁVEL, CALOTEIRO, FILHO DUMA ÉGUA, ESTELIONATÁRIO, etc. E isto no meio dos pastores. Ainda dizem que a Ceadeb vai bem. “Ir bem” nas finanças e permanecer mal nos relacionamentos é um grande contraste.
b)    Cerceamento de palavras nas plenárias: todos viram o que o presidente fez em relação a mim. Ele “criou uma lei” que nunca existiu, dizendo que uns devem se escrever e dizer o que vai falar, outros não. Na minha oportunidade eu teria que dizer para o presidente o que iria falar, porém outros não. Isto é uma arrogância sem tamanho. Um dos diretores disse-me, na AGO em Vitória da Conquista, que eu era suspeito. Todos sabem que o que desejo falar, falo em plenário convencional, porém minha palavra foi cerceada, e hoje tenho o direito de falar em qualquer lugar, direito este cedido por quem me impediu de usar da palavra. Não uso laranja para falar o que penso, como COVARDEMENTE, faz alguém; falo e todos sabem que falei.Quem era o pastor que mais SE MANIFESTAVA NAS AGOs COM O ESTATUTO EM MÃOS? TODOS SABEM: VALDOMIRO PEREIRA. Agora ele sorrateiramente impede que os outros falem. Será medo?
c)     Retaliação nos conselhos: nenhuma diretoria anterior fez isso. Ou seja, não importa quem concorreu a algum cargo eletivo para diretoria da Ceadeb, exercendo seu direito de votar e ser votado, foi retaliado nas administrações passadas. Qual é o cargo na Ceadeb dos seguintes ex-presidentes, Pr. Manoel Monteiro, Wolmar Alcântara? Nenhum. Sem contar os pastores José Mauricio, Alvaro Reis e outros. Não faço questão de cargos na atual administração, pois não quero me comprometer. Mas, vemos muita retaliação simplesmente por que tais pastores foram candidatos concorrentes. O Pr. Alfredo Pacheco que se cuide se ele perder essa eleição, pois já antes disso já está sofrendo perseguição em Porto Seguro. Não tenho nenhuma procuração dos referidos ministros para falar, falo por mim mesmo.
d)    Quebra do Estatuto e Regimento interno da Ceadeb: Frontalmente foi quebrado as nossas leis em Boca do Córrego. O presidente deixou bem claro que ninguém o enrolasse, mentindo, levando para ser consagrados presbíteros com menos de 20 anos de consagrado. Eu pergunto, quem realmente mentiu e nos enrolou? Eu estava lá e vi, ninguém me contou. O presidente fez uma promoção de consagração, chamando quem tinha menos de 20 anos de presbíteros e menos de 60 anos. O que os presidentes de conselhos fizeram? Nada. Por quê? Comprometimento? Medo? Cumplicidade? Subserviência?
e)     Barganha eleitoreira: VÁRIAS VEZES o presidente disse que só colocaria no campo os ministros consagrados há mais tempo. Não é o que temos visto. Há ministros com dez anos sem campo e pedindo campo, outros com muito menos tempo já estão no campo. Quem mentiu? Quem é que está faltando com seriedade? (termo este muito utilizado pelo presidente).Estão transformando os campos da Ceadeb em herança de pai para filhos, onde pai passa o campo para o filho em acordos desconhecidos, impedindo que os mais novos assumam novos campos. E depois dizem que foi Deus. Deus não trabalha na mentira, arrogância e nem nos acordos eleitoreiros.
f)      Uma igreja dividida: Temos hoje uma igreja dividida na Bahia, e ninguém tem coragem de dizer quem são os verdadeiros culpados. Eu já disse e não nego: ambos os lados tem culpa. E agora o que era chamado de rebelde, foi premiado com um campo, justamente onde ele queria dividir. O Pr. Heraldo Couto foi recebido em dezembro e hoje já é pastor em Madre de Deus. Que contra-senso. Não tenho nada em relação a ele. O problema não é dele, é de quem o colocou lá.
g)     Cumplicidade nos erros: Quero também me solidarizar com a comissão investigativa da ceadeb-prev, que simplesmente foi tratada como criminosa. A comissão fez de tudo para amenizar os problemas existentes, e ainda foi chamada de cúmplice. Na realidade o Conselho Administrativo, leia-se diretoria da CEADEB, que sabia dos problemas, conforme disse em plenária em Vitória da Conquista, o 2º Vice-presidente Pr. Alfredo Pacheco, e não tomou as devidas providências.Somente depois da pressão dos convencionais, criou-se uma comissão investigativa e, mesmo assim, o seu relatório foi jogado na lata do lixo. Infelizmente, o homem que era chamado "o homem do estatuto" hoje é o que mais fere o Estatuto da Convenção. 
Espero sinceramente, que os nossos ministros decidam que tipo de convenção nós queremos. De paz ou de guerra. De verdade ou de mentira.
Arrogância, orgulho, presunção e egoísmo, são como mau hálito, quem tem não percebe que tem, só os de fora percebem isso. E infelizmente, é o que vemos na atual administração da Ceadeb. A Ceadeb não é propriedade de um grupo, que faz o que quer. A Ceadeb é nossa. Lutemos por ela agora, ou estaremos em pleno retrocesso. Aguardem, pois mais absurdos virão.  Se dizer a verdade merece castigo, serei castigado. “O silêncio dos bons”: é assustador como os homens de Deus veem estes absurdos e se calam.

Obs. Se errei em alguma coisa, me falem, reconhecerei o meu erro e me retratarei."

11 de fev de 2012

CEADEB Nega Jubilação ao Pr. Joel Ribeiro da Silva


A postagem abaixo é do Blog do Eliel Barbosa. Eliel sempre foi um leal amigo do Pastor Joel Ribeiro, auxiliando-lhe em momentos cruciais de seu ministério aqui em Salvador e, como ele, os ministros e demais obreiros de Salvador, que conhecem sua história de serviço e sacrifícios em favor do Reino de Deus, sentem-se tristes e inconformados com o desdém com que este ministro da CEADEB, está sendo tratado. Pastor Joel foi meu pastor e fez parte de momentos importantes da minha vida, celebrando meu noivado e casamento e estando presente até no nascimento de meus filhos, estando ao nosso lado em momentos de dor e de alegrias.
Pastor Joel Ribeiro da Silva sempre foi exemplo de mansidão e atenção para com as ovelhas, além de ser admirado pela capacidade de resiliência e renúncia. Quanto ao pedido de jubilação, indeferido pela CEADEB por motivos meramente políticos, a postagem de Eliel é mais que esclarecedora. 


"O Pr. Joel Ribeiro da Silva foi separado ao Ministério Pastoral no ano de 1977, desde então, tem se mantido vinculado a CEADEB – Convenção das Assembleias de Deus no Estado da Bahia, honrando durante exatos 33 (trinta e três anos), com suas contribuições financeiras para a referida entidade.

No ano de 2010, na AGO – Assembleia Geral Ordinária da referida convenção, realizada na Cidade de Porto Seguro/BA, requereu à mesa diretora sua jubilação. Como resposta ao seu pedido, recebeu apenas um comunicado com o registro de "indeferido", sem menção das razões que justificassem tal indeferimento.

No ano de 2011, quando realizada a 96ª AGO – Assembleia Geral Ordinária, em Salvador, e, também, através de contatos com o Presidente da referida convenção, na sede da CEADEB, insistentemente reiterou o quanto requerido, expondo suas necessidades e a justeza do quanto almejado. Porém, sem contar com a compreensão de um direito líquido e certo adquirido ao longo de um exercício ministerial ilibado e decente, continua tendo seu pedido negado.

O Pr. Joel Ribeiro consciente das dificuldades atuais vividas pelas instituições religiosas perante o poder público, resiste a ideia de interpor uma ação judicial a fim de ter restaurado e salvaguardado um direito que lhe pertence. Os problemas vivenciados entre a CEADEB e a Igreja em Salvador não se constituem justificativas para negar-lhe este direito, haja vista que, durante mais de trinta (30) anos cumpriu com o pagamento integral das suas contribuições individuais. O direito adquirido por ele é líquido e certo, não podendo ser penalizado por razões que não deu causa nem tem qualquer responsabilidade.

Vale destacar que o direito aqui buscado é aquele que diz respeito a relação previdenciária entre a CEADEB, pessoa jurídica de direito privado, e o referido pastor, cabendo àquela cumprir com suas obrigações legais e estatutárias concedendo ao nobre pastor, repito, o que é de direito.

Com a explosão da fatídica “guerra” entre a CEADEB e a CONFRAMADEB (ADESAL), no ano de 2010, a negativa da CEADEB adquiriu, além do contorno da injustiça, o viés político-partidário. A CEADEB condicionou a concessão da referida jubilação ao Pr. Joel a sua saída da Assembleia de Deus em Salvador, de preferência com a emancipação do setor sob sua responsabilidade, o que o honrado pastor não concordou.

Note-se ainda que, como ministro do evangelho vinculado a CEADEB desde 1977, mesmo com advento da insana contenda entre as instituições mencionadas, o Pr. Joel Ribeiro manteve-se, como se mantêm, Ministro vinculado a CEADEB. Sendo Pastor zeloso, íntegro e fiel aos seus princípios, mantêm-se no lugar onde sempre esteve: IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM SALVADOR, como é de se esperar de alguém que quer apenas servir a Deus onde Deus o tenha colocado.

Hoje, o Pr. Joel Ribeiro e sua esposa, irmã Lindalva Ribeiro, apenas espera pelo momento de uma reflexão equilibrada por parte da mesa diretora da CEADEB, onde a justiça que “excede a justiça dos homens” seja restaurada no que diz respeito ao direito deste servo de Deus, amado por todos que tiveram a oportunidade de conhecê-lo e ser alcançado pelo amor que devota à obra de Deus.

Como testemunha ocular da vida íntegra e dos sacrifícios que sua fidelidade com a chamada ministerial lhe impôs, este blogueiro, filho do Pr. Cazildo Teixeira e sobrinho do saudoso Pr. Manoel Marques - CEADEB, considera injusta a atitude desta convenção. O Pr. Joel Ribeiro da Silva não merece tal tratamento e tamanha injustiça. Sem desmerecer nem fazer juízo de valor de qualquer dos outros ministros jubilados nos últimos anos, o caso envolvendo o Pr. Joel apenas testemunha como estão sendo geridos os “negócios” na CEADEB neste particular.

Pelo menos para os ministros que, apesar de obreiros do Senhor, idôneos e legítimos, tiveram a infelicidade de terem seus passos envolvidos numa guerra onde a Igreja Evangélica Assembleia de Deus em SALVADOR – ADESAL, se transformou num objeto a ser destruído. Não consideram o fato de não terem se desligados da CEADEB, pois, não basta ser um ministro cumpridor de seus deveres para com a Convenção, tem que fazer parte de grupos, de partidos. O que se percebe é a máxima da política secular atuando como braço forte dentro desta organização religiosa: “Aos amigos, tudo, aos inimigos, nada”.

O Pr. Joel Ribeiro não é inimigo da CEADEB, da mesma forma que não é inimigo da CONFRAMADEB ou de qualquer outra instituição ou pessoa, pelo contrário, tem se mantido como um verdadeiro “amigo” destas instituições, buscando, ao longo desta terrível querela, a paz, a compreensão e a restauração de um ambiente que, antes de agradar partidos ou pessoas, seja o ambiente imaginado por Deus para sua amada Igreja.

O Pr. Joel Ribeiro serve a Igreja em Salvador desde o início de sua conversão à Cristo no ano de 1960, tendo, inclusive, deixado um emprego estatal seguro para se dedicar a ela e, também, a CEADEB, servindo como missionário no Chile durante 12 (doze) anos, e desde seu retorno, em atividades na capital e interior do  Estado da Bahia.

O Pr. Joel Ribeiro da Silva, antes de ser Ministro vinculado a CEADEB, e desde muito antes que a CONFRAMADEB existisse, já servia a Deus na Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Salvador, atuação esta, que mantêm de forma leal até nossos dias. Ainda hoje, aos setenta e um (71) anos de idade, continua no labor em diversas igrejas, administrando, pregando o evangelho, visitando os enfermos, ensinando e formando decentemente novos obreiros, muitos dos quais, vinculados as duas instituições aqui mencionadas.

Fica aqui um pedido aos pastores, especialmente àqueles que compõem a mesa diretora da CEADEB, que olhem com justiça e consideração a vida e a obra deste Digno Pastor, analisando e dando uma resposta a contento e breve dos inúmeros requerimentos realizados por este, por ser de direito e de justiça.

É o que se espera.

Com a palavra a CEADEB.

(Parte desta mensagem foi encaminhada para membros da diretoria da CEADEB, dentre eles, seu Presidente, sem obter qualquer manifestação ou resposta até este momento)"