1 de fev de 2013

O Desespero dos que Não Tem Nada a Dizer


Deixei de postar artigos ou matérias relacionadas à CEADEB e, até mesmo CONFRAMADEB, por que cheguei à conclusão que o pessoal que segue cegamente a estas instituições, não tem condições de debater, discutir no campo das idéias. Brincam com a Bíblia e tomam seus sagrados textos para embasarem discursos maldosos que sempre condena quem pensa diferente. Eles odeiam o pensamento independente. Eles não se emancipam nunca, são sempre sujeitos ao pensamento de um sistema que esperneia em sua loucura e em sua sede de poder.
É o caso do blog do senhor Samuel Junior. Tomei a ousadia de citar seu nome aqui, pois ele usou o meu nome em uma postagem para divulgar uma tosca resposta a um comentário meu em seu blog. O desespero foi tão grande que uma postagem foi feita para responder ao meu interrogante comentário que, claro, em muito se distancia daqueles que ele posta, já que o senhor Samuel só posta comentários elogiosos. Para um comentário como o meu, só mesmo em postagem, porque a intenção não é responder, como fazem os blogueiros que se prezam, mas expor e, tolamente, expor também a alma por trás da página virtual.
Para a postagem "Escola Bíblica em João Pessoa", no Blog do senhor citado acima, postei o seguinte comentário, fruto do que penso e no uso do meu direito de pensar diferente e mais, sem ofensas ou xingamentos: 

"O Pastor José Wellington deu uma "poderosa palavra"? Interessante. Até antes de sua "reconciliação" política com o Presidente da CEADEB, foi dito várias vezes neste blog, que ele apoiava rebeldes e teria recebido na CGADB uma Convenção de rebeldes. Agora ele é homem de uma "poderosa palavra"? Como mudam rapidinho de opinião, principalmente depois de reconciliações políticas convenientes para se ganhar uma eleição. Sei que não publicará minha opinião, mas fica o registro com todo respeito."

Sinceramente, eu já sabia que, ou meu comentário jamais seria publicado, como os anteriores, ou o seria da forma mais nefasta, bem peculiar ao blogueiro em questão.
Todavia, o tal blogueiro só confirmou o que tinha dito: uma relação política, não fraternal, é o que está por trás do teatro protagonizado pelos presidentes citados em meu comentário. Para o senhor Samuel Junior o elogio foi só para "reconhecer o Poder da Palavra de Deus" e por entender que "o Pr. José Wellington, queira alguns ou não, é um líder nacional". Só que este reconhecimento só vem agora! 
Bem, não perderei meu tempo tentando mostrar à nada ilustre pessoa que escreve o blog laranja da CEADEB, quem eu sou. Isto seria descer ao nível medíocre daqueles que não tem opinião própria e que só legisla embasado nas conversinhas secretas que ouve pelo lado de fora da porta do Gabinete Presidencial de sua Convenção no exercício de sua função de porteiro.
Apesar das insinuações covardes à minha pessoa e de se colocar acima da razão e dono do céu, sim, pois quem pensa diferente deste cidadão leva a alcunha de "agentes do mal, semeadores de contendas, inimigos do bem, espíritos enganadores, doutrinas de demônios, hipócritas que falam mentiras, com a própria consciência cauterizada." Sim senhor, todos estão condenados na mente mesquinha dos que não suportam ouvir o outro.
Só quem tem o nível de inteligencia deste blogueiro não percebeu que, tolamente, só fez embasar o comentário que fiz sem em nenhum momento destratá-lo. A incapacidade de argumentar é gritante. Além de só servir para confirmar meu comentário, faz uso descontextualizado de textos sagrados e num desespero doentio, tenta questionar meu pastorado e manter a pose de amigo do Presidente da Adesal ao mesmo tempo que o condena e o expõe em seu fragilizado argumento. É o desespero dos que não tem nada a dizer.
Não, não pagarei com a mesma moeda. Não, este senhor, não está como eu na contra-mão da suposta vontade de Deus. Porque a vontade de Deus que eles conhecem é a dos números desgraçados de votos numa Convenção, numa associação de pastores que invade templos e contamina a igreja com ódio e ressentimentos. Sim, senhor, estou nesta contra-mão. Estou na contra mão desta pseudo vontade de Deus.  
Não questiono se o tal blogueiro é de Deus ou não, não sou Juiz. Não desejo a ele nenhum mal, apesar de não concordar com sua postura. Não o classifico como um agente do mal, em hipótese alguma. Oro por ele, mas deixo aqui minha opinião de que: QUEM NÃO TEM NADA A DIZER, FAZ COMO ELE: SAI CONDENANDO E DISTRIBUINDO ADJETIVOS. É O DESESPERO DOS QUE NÃO SABEM ARGUMENTAR.

Nenhum comentário: