30 de dez de 2013

Lições da Derrota de Anderson Silva

O problema da gente tratar de temas como esse é que os "críticos" de plantão, aqueles que sob as lentes de sua filosofia, criam suas definições e conceitos e as publicam como sendo a verdade absoluta, vão logo tentar impedir que pensamentos contrários se manifestem e tenham sua parcela de credibilidade. Mas vamos lá, eis o que penso e aprendo do episódio "esportivo" que frustou os fãs de MMA ou UFC e de Anderson Silva.
Em sua última batalha contra Chris Weidman, o "herói" brasileiro, invicto e detentor do cinturão dos pesos médios, entrou no ringue extremamente confiante, usou e abusou de sua chamada "estratégia", desdenhou do adversário e foi nocauteado! Em entrevista coletiva, o organizador do evento declarou que Silva pedira-lhe uma imediata revanche. A luta foi marcada para a madrugada do último dia 28 para 29 de dezembro. As concessionárias de TV fechada chegaram a vender a exibição da luta por mais de R$ 70,00 e, no dia da luta, as linhas telefônicas das mesmas estavam congestionadas. A expectativa e as apostas em torno da luta superou as expectativas dos organizadores.
A lenda do MMA, o cara mais admirado e respeitado deste tipo de esporte, entrou mais uma vez no ringue para enfrentar o cara que o derrotara em sua última luta. Acontece que Silva lutava contra alguém que pareceu ter sorte da última vez. Entrevistado em alguns programas de TV aqui no Brasil, Anderson Silva tentou tirar da mente dos brasileiros aquela imagem de exaltação e arrogância que lhe foram atribuídas, de auto confiança exacerbada. Disse que aquele suposto desdém fazia parte do jogo e já era uma velha estratégia sua e que em momento de descuido, foi atingido.
Mas Weidman não o via como um cara de sorte, mas como um campeão perigoso, levou a sério seu oponente, estudou seus movimentos e, em entrevista coletiva, disse ter treinado para se defender do chamado chute da "destruição" de Anderson Silva, chute aliás que nocauteara outro campeão brasileiro, o evangélico Vitor Belfort. 
Ao assistir sua entrevista ontem no Fantástico, observei duas coisas básicas ditas por Weidman:
Primeiro: Chris Weidman considerou o oponente, reconheceu suas habilidades e não o subestimou. Reconhecer a força e o perigo que o adversário tem ou representa é fundamental para aqueles que enfrentam batalhas. Esta deve ser uma lição para a vida em comunidade como para a vida espiritual. A super valorização de si mesmo e o olhar de menosprezo para o adversário pode nos levar a derrotas que possivelmente não nos permitirá uma "revanche".
Segundo: Weidman estudou uma das maiores habilidades de Anderson, o chute. Se preparou para defendê-los e criar a impossibilidade de ser atingido. Se fortaleceu e fez da grande arma de seu oponente, um fiasco. Não entrou no ringue despreparado, já conhecia os movimentos do adversário e estava preparado para cada um. Tão preparado estava que se a luta fosse de apenas um round, Chris Weidman seria o campeão de qualquer forma. O Apóstolo Paulo disse que, para não ser vencido por Satanás, não ignorava os seus ardis (2 Coríntios 2: 10,11). Ardil: o mesmo que astúcia ou estratagema. A grande estratagema de Anderson Silva, seu chute da "destruição", foi bem identificada e detida pela defesa de Weidman!
No twitter, Silva agradece aos fãs o apoio e diz sentir muito.
Quero agradecer a todos meus fans e amigos pelas mensagem de suporte e carinho, estou bem e agora…

Brasil sinto muito não queria ter desapontado vocês dei o meu melhor eu juro

21 de dez de 2013

Porque Ninguém Diz Nada?

Vivemos um tempo de silêncio da Igreja. Alguma coisa está acontecendo para mantê-la tão calada e tão conformada! A pregação, instrumento mais poderoso do discurso que condena o pecado, está em falta em nossos púlpitos. A verdade está dando lugar à fantasia e às posturas de suposta prudência. A mentira e os ressentimentos estão em nossa conversa de roda, em nossas notas virtuais e discussões de redes sociais.
Os doentes, magoados e ressentidos se acovardam por trás de seus falsos perfis e não conseguem sentir piedade, muito menos liberar perdão. Suas ideologias estão acima de qualquer mandamento bíblico e a facção da qual fazem parte é o reduto onde está contida a razão, a verdade!
Enquanto muitos se escondem por trás de suas verdades e defendem sua filosofiasinha de quinta categoria, cegos e indiferentes à máxima do Evangelho do Filho de Deus, o amor, confundindo o direito de discordar com a amizade, o amor cristão e o perdão, a Igreja vai ficando cada vez mais em silêncio e cada vez mais rancorosa.
Este é o século da "doutorização" teológica, mas também da burrice espiritual. O intelectualismo teológico anda em linha paralela com a incoerência e com o conformismo. Coloca-se um anel no dedo e nega ao coração o amor! Na parede, pendura-se o Certificado, o Diploma, na vida prática, o carimbo da ambição, da divisão e do exclusivismo.
Nos intelectualizamos tanto, que não nos permitimos aprender, voltar às origens, ao arrependimento e à humilhação. Não, somos muito inteligentes e sabemos o que estamos fazendo (?!)
E neste estado de coisas, nesta via confusa e tortuosa, ninguém diz nada! Ninguém protesta, todos aceitam, acham normal. Parece que se deliciam com a ilusão de um sucesso falso e um clima de falsa paz, vendando os olhos à guerra fria e calada em que estamos, onde pelejamos um contra o outro e todos contra Deus!
Os profetas do Senhor devem estar em algum calabouço, porque, aqueles que ouvimos, profetizam sempre vitória. Parece que são amigos de Hananias (Jeremias 28). Fazem um grande espetáculo público, quebram jugos e proferem uma paz inalcançável. 
Não há ninguém capaz de profetizar contra o altar (1 Reis 13), o altar da ganância, da glória dos homens e das tramas para se levar vantagem em tudo!
Mas afinal, porque ninguém diz nada? Porque nos calamos e cometemos a loucura de andar na contra-mão de Deus? 
Nesta insanidade evangélica, refugiamos-nos em nossas festinhas, encontros, congressos, convenções, nos deliciamos com os gritos eufóricos, emocionalistas, mas sem lastro bíblico e teológico. Dançamos e nos embalamos nas canções, produto da implacável e ambiciosa indústria gospel e repudiamos uma adoração simples e verdadeira para rendermo-nos à "extravagante"!
E ninguém diz nada! O maldito desejo de popularidade impedem alguns, enquanto que a falta de autoridade espiritual domina outros. Tudo decorrente do pecado, da espontânea decisão de negligenciar as ordens do Senhor!

20 de dez de 2013

O Redesenhar da Igreja

Fiquei observando um certo artista com a habilidade de criar os desenhos mais inusitados, fazer vários rascunhos. O que para mim era um desenho perfeito, para ele havia alguma coisa errada e, inesperadamente, amassava o que em minha visão era uma obra de arte. Fiquei pensando: "O que ele procura? Onde está o erro?" Suas formas, seus riscos, os contornos não davam-lhe a imagem que sua mente concebia, que sua imaginação teimava em querer dar asas.
Era como se suas mãos insistissem em dar a forma errada àquilo que seu coração estava planejando e que ele via em sua mente de artista. Aos poucos, seu semblante ficava cada vez mais determinado como se procurasse em algum canto do papel o seu sonho e o lápis era sua ferramenta, a testemunha ocular desta aflição. Custou para, enfim, perceber um breve sorriso no semblante daquele artista determinado que, depois de ir contemplando paulatinamente sua imaginação tomando forma como se houvesse uma sintonia misteriosa entre sua mão e seu coração, pareceu que ia encontrando as linhas perfeitas para aquilo que  sua mente projetou e que agora conseguira transformar nas formas que apresentaria a quem visse aquele desenho, forma original, concebida em sua mente, fruto de sua inspiração.
Passei a pensar em como Deus olha para a forma em que tomou a igreja e o vi como o artista aflito que rejeita as linhas e contornos que não conseguem dar forma àquilo que ele projetou em sua mente! É claro que Deus, neste caso, é o artista que idealizou, criou, deu formas, mas neste caso, sua criação teima em ser um rascunho que não projeta a ideia original.
A Igreja então é como o desenho que ganhou vida, mas quer ser independente, está descontente com as formas, linhas e contornos originais e teima em ser uma arte que foge dos padrões do artista Pai e não consegue, portanto, refletir seu sonho.
Sim, o desenho ganhou vida e tenta se amoldar aos padrões modernos, enquanto que o Artista Pai, ordena-lhe não se amoldar ao presente século (Romanos 12:2). A forma assumida pelo desenho, distancia-se cada vez mais do original e no mundo espiritual dá pra perceber a aflição do Autor e Consumador da Fé (Hebreus 12:2) que, através de sua Palavra, chama atenção, desfaz as formas, apaga as linhas não sincronizadas, e a recria, dando forma correta a fim de que combine com a arte final.
Nunca a Igreja precisou ser "redesenhada" como agora! Precisamos urgentemente amoldarmo-nos ao projeto original do Artista, daquele que nos idealizou "antes da fundação do mundo" (Efésios 1:4), que elaborou uma forma que coadunasse com princípios estabelecidos por Ele em sua Palavra (1 Tessalonicenses 3:13)
O Grande Artista, deseja não somente encontrar fé e vigilância (Lucas 18:8; Mateus 25:13) mas também exclamar de alegria por que aquilo que planejou antes da fundação do mundo, enfim tenha assumido a forma original, surgida em seu coração de amor (Mateus 25:34)!

10 de dez de 2013

BOLETIM MUNDO NOVO, MISSÃO LUZ PARA AS NAÇÕES

Missionários Taciano e Ednalva assumem a Missão Luz  Para as Nações

Depois de mais de dois anos à frente da Missão Luz Para as Nações, o Missionário  Pedro Henrique entregou o trabalho para ir a São Paulo e se preparar para seu casamento. O Senhor nos dirigiu a convidar o casal de Missionários Taciano e Ednalva, membros da Adesal, com formação missionária pela Jocum e vasta experiência em evangelismo e missões transculturais. Foi realmente algo de Deus! O casal ganhou em pouco tempo a confiança e carinho da Assembléia de Deus Luz Para as Nações em Mundo Novo e vem  conquistando vidas e solidificando a Igreja através do discipulado, treinamento e exercícios de comunhão que tem mantido a igreja unida e saudável para glória de Deus!


 Missionários Taciano e Ednalva Começam com Evangelismo e Trabalho Social no Bairro da Floresta

O bairro Floresta é considerado um dos lugares mais humildes de Mundo Novo.
Culto evangelístico no Bairro Floresta
Localizado ao alto da cidade, parte da comunidade é conhecida como Capanga Suja, onde justamente os missionários estão dando continuidade a um trabalho de evangelismo começado pelo Miss. Pedro. Mas o casal foi além e iniciou também um Reforço Escolar gratuito com turmas pela manhã e pela tarde que está conquistando a admiração e respeito da sociedade. Através do Reforço, os missionários tem conseguido levar a Palavra de Deus e já ganhou algumas vidas para Cristo, resultando em um batismo realizado no dia 01/12/2013, onde 7 novos crentes desceram às águas batismais! As mesas e cadeiras foram doadas por mantenedores do casal da Igreja Batista Missões de Pirajá em Salvador e da Igreja Batista Nova Aliança de Catu/Ba. A iniciativa é o começo de uma série de serviços sociais que os missionários pretendem implantar. Veja abaixo, imagens do Reforço Escolar e do batismo:














Terreno Adquirido Com Ofertas de Nossos Mantenedores Espera Ajuda Para a Construção do Templo em Indaí

Depois de quase três anos funcionando em local alugado, o templo da nossa missão em Indaí, Povoado de Mundo Novo, precisa ser construído. A proprietária da casa onde os irmãos congregavam precisou vender a propriedade e isso nos levou a mais uma campanha em Salvador que resultou na compra de um terreno no valor de R$ 5.000,00 ( cinco mil reais). Por enquanto, os irmãos em Indaí estão congregando nos lares e estão ansiosos pela construção do templo.



  

LOUVAMOS A DEUS POR TUA VIDA.

Graças a Deus e à tua generosidade é que conseguimos essas e tantas outras. Obrigado por manter esta obra, por acreditar em nosso trabalho, por confiar em nosso ministério.
Que o Deus Todo Poderoso te recompense de forma extraordinária e que teu coração continue cheio de amor para com esta obra.

Nossos Desafios:

¨ Construir os templos nos Povoados de Indaí e Santo Antonio;
¨ Adquirir um terreno na cidade de Mundo Novo;
¨ Montar a Escolinha de Futebol que funcionará como estratégia de evangelismo às crianças;
¨ Fundar a Creche-Escola que dará estadia e Reforço Escolar às crianças carentes de Mundo Novo.

Para Contribuir



Para falar conosco

CONTATO: PRREIS07@HOTMAIL.COM
WWW.RAIMUNDOCAMPOS.COM
FACEBOOK: RAIMUNDO CAMPOS, EDNALVA SANTOS E TACIANO SACRAMENTO.