28 de jul de 2014

A Nova Geração É Incapaz de Entender Nosso Saudosismo



Primeiro é preciso entender o significado de saudosismo. Entendê-lo não só etimologica, mas também historicamente. É claro que saudosismo vem de saudade. A saudade é um sentimento da alma humana que o liga ao passado, às lembranças, aos episódios gravados nos arquivos de seu cérebro que marcaram sua vida ou uma época dela. Tem haver com experiências, com emoções únicas e com um contexto memorável. A palavra mais próxima no inglês para saudade é nostalgia e ambas tem uma característica incomum: o desejo de fazer voltar o passado.
Para alguns especialistas, a diferença entre saudade e nostalgia é que a primeira pode ser superada pela presença ou repetição, já a segunda não pode ser superada no campo físico por ser considerada uma visão idealizada de passado que cada um possui.
O saudosismo é um sentimento legítimo e só pode ser entendido por quem sente. Sentir saudade e trazer à lembrança, verbalizando acontecimentos, não pode ser encarado como o lamento de quem parou no tempo, mas o grito de quem sente a mudança e deseja ardentemente que o presente experimente episódios que marcaram uma era.
Lamentações 3: 19 a 21, diz:
"19 - Lembro-me da minha aflição e do meu delírio, da minha amargura e do meu pesar.
20 - Lembro-me bem disso tudo e a minha alma desfalece dentro de mim.
21 - Todavia, lembro-me também do que pode dar-me esperança."
Jeremias lidava com dois tipos de lembrança: a que dizia respeito à sua dor, sua aflição e àquela que dizia respeito ao que lhe dava esperança em meio a esta dor e aflição.
Conjecturando um pouco, posso imaginar o Profeta lembrando de episódios que retratavam os livramentos do Senhor, o agir de Deus em circunstância de dor e aflição.
O saudosismo pode refletir este tipo de sentimento. Quando lembramos da forma como Deus operou nos anos de nossa mocidade, da nossa atitude diante de adversidades e comparamos com a forma como esta geração se comporta diante de circunstâncias semelhantes e como os sinais e maravilhas antes operados em nosso meio vem diminuindo drasticamente, surge em nós um mecanismo psíquico chamado: saudosismo!
Este sentimento traduz o desejo ardente de viver os mesmos momentos do agir de Deus e de que esta geração entenda que é preciso mudar!
Não sou louco para querer que esta geração seja igual à minha ou a de anos atrás. Entendo que conceitos e filosofias sofreram profundas transformações, a sociedade reformulou princípios morais, éticos e espirituais!
Mas esta geração precisa entender que, sob este aspecto, o saudosismo do qual falo, diz respeito a um sentimento inexplicável e a um desejo incompreensível de que fatos que marcaram um tempo e que foram fundamentais para ratificar e formar ideologias, "modus vivendis", não pode ser interpretado como a expressão dos que pararam no tempo! É antes a memória verbalizada dos que viveram episódios que a geração moderna desconhece.
Este tipo de saudosismo verbalizado, pode ensinar. Se os mais jovens bem soubessem, sentariam aos pés dos que viram e viveram tais experiências, aprenderiam com eles, reformulariam idéias e conceitos, abandonariam o orgulho de acharem que podem escrever sua história ignorando o passado e os princípios espirituais que ratificaram aquelas experiências!

Nenhum comentário: