23 de out de 2014

NOTA DE ESCLARECIMENTO:

Aos queridos irmãos da Adesal,
Graça e paz da parte de Deus.
Na qualidade de um dos Diretores da Semadesal, quero esclarecer que a Secretaria de Missões, trabalha com transparência e muito temor a Deus, sendo fiel na manutenção de todos os missionários e de todas as ações missionárias de nossa Igreja. Temos o compromisso de manter os missionários ENQUANTO ESTES NÃO FOREM CAPAZES DE ADQUIRIR AUTONOMIA FINANCEIRA. Uma vez que a obtenham, a Semadesal, em diálogo com o Missionário, propõe a suspensão do vínculo financeiro, permanecendo os vínculos espirituais e ministeriais. A suspensão definitiva só acontece depois do diálogo e de um prazo de carência que visa a organização financeira do missionário. A iniciativa tem por objetivo contemplar outros projetos missionários e ampliar a capacidade de manutenção de obreiros em missões de nossa Igreja.
Portanto, não é verdade o que determinados missionários, estão informando nas congregações da Adesal, embora os mesmos tenham serviços prestados no Reino de Deus. Não duvidamos do trabalho de ninguém, apenas não concordamos com a postura desleal, que tais missionários tem assumido com a aquiescência de certos obreiros da Adesal, semeando dúvidas e tentando destruir todo um trabalho de seriedade feito por nossa Secretaria de Missões a anos. Antes de acreditar em comentários desta natureza, que em nada glorifica a Deus ou contribui com o Reino de Deus, procure ver o "outro lado da moeda", entre em contato conosco. 
Já demos prova de nossa idoneidade e todos os missionários da Igreja hoje, podem comprovar isso. Lamento que alguns líderes que se dizem da Adesal, que tomam conta de Igrejas da Adesal, são coniventes com esta postura antiética e ainda incentivam que tais obreiros, revoltados e doentes espiritualmente, semeiem contendas e todo tipo de sentimento no meio do povo de Deus. 
Repito: tais missionários estão faltando com a verdade quando dizem que a Igreja os abandonou e cortou seus proventos sem os avisar. Eles mesmos sabem que isto não é verdade e o objetivo dos tais, juntamente com os obreiros que os recomenda é, além de levar dinheiro dos fiéis, semear contendas, desconfianças e estabelecer um clima que desfavoreça a obra missionária em Salvador.
Não cito nomes aqui por uma questão ética e porque não tenho interesse algum de denegrir a imagem de ninguém, embora estes não se importem de mentir contra a Igreja e contra a obra missionária feita por esta.
Portanto, solicito que antes de espalhar qualquer notícia desta natureza, entre em contato conosco. Muitos desses obreiros tem sido, na verdade, um grande problema para a Semadesal assumindo posturas que não condizem com a de servos de Deus!

Grande abraço, do amigo.

Nenhum comentário: