6 de nov de 2014

Barulho é Avivamento?



"E sucedeu que, vindo a arca da aliança do Senhor ao arraial, todo o Israel gritou com grande júbilo, até que a terra estremeceu."

 A maioria dos pregadores pentecostais tem uma tendência a confundir barulho com avivamento. Embora o barulho possa existir no avivamento, ele não se traduz em avivamento. Por trás de muito barulho nada mais há que meninice, imaturidade e, pecado. Foi o que estava acontecendo nos dias do Sacerdote Eli. Quem visse toda aquela euforia com a chegada da arca do Senhor ao arraial dos israelitas, todo aquele júbilo, a ponto de fazer tremer a terra, logo imaginaria que ali está um povo do qual Deus se agrada! Por trás de toda aquela euforia e gritos estavam os motivos de suas derrotas na batalha anterior. 
Diante da derrota para os filisteus, os israelitas, ao invés de procurarem ver o que estava errado com eles, resolveram maquiar a situação com a presença da arca. Acharam que atrairiam a presença de Deus com aquele ato meramente litúrgico e religioso. Trazer a arca não era suficiente! 
Fazemos hoje a mesma coisa! Inventamos celebrações, elaboramos uma agenda invejável, trazemos para o lugar santo o entretenimento, achamos que nossas "arcas" são a forma de atrair a atenção de Deus. Nos prendemos a rituais e costumes, ao invés de buscarmos o Senhor. Mas o que estava por trás daquela situação? Deus estava naquele barulho? Aquilo significava dizer que o Senhor estava com eles? Tenho dito à Igreja onde sou Pastor: Deus não se impressiona com nossas festas e rituais, nem com nosso barulho e ajuntamento!

Por trás da euforia:

O que estava por trás do que chamaríamos hoje de falso avivamento, era muito grave. Três terríveis situações caracterizavam a vida sacerdotal de Eli e seus filhos!

1. Havia sérios sintomas de uma liderança em crise. A corrupção clerical estava em todos os níveis da vida sacerdotal. Desde a profanação do sagrado (1 Sm. 2: 13-17), até a imoralidade sexual (1 Sm. 2: 22). A depravação moral e espiritual era tamanha a ponto de se transformar em um estilo de vida dos jovens ministros do Senhor! 

2. Havia falta de autoridade e disciplina (1 Sm. 2: 23-25). Eli apesar de ter chamado a atenção de seus filhos, já tinha perdido autoridade sobre eles e não tinha força para discipliná-los. Quando o Senhor o repreendeu através de Samuel, disse: "Porque eu já lhe fiz saber que julgarei a sua casa para sempre, pela iniquidade que ele bem conhecia, porque, fazendo-se os seus filhos execráveis, não os repreendeu." 1 Samuel 3:13

3. Havia escassez da Palavra de Deus (1 Sm. 3:1). Eli já havia deixado de ser um canal pelo qual Deus falava ao seu povo! Onde há escassez da Palavra, o povo sempre se corromperá, a liderança será fraca e se comprometerá com tudo que não é agradável a Deus!

Temos visto este tipo de "avivamento" hoje. Um avivamento que não diz nem produz nada na vida de ninguém. Líderes e servos de Deus comprometidos com tudo, menos com uma vida de santidade e integridade diante de Deus e dos homens. 
Barulho, histeria, aviãozinho, entre outras meninices, não é sinal de avivamento. Mesmo que faça a terra tremer. A derrota será iminente e o juízo de Deus será certo sobre a vida de uma igreja ou crente que ignora princípios da Palavra de Deus em detrimento de novidades e artifícios que em nada agrada ao Pai.
Ao invés desta histeria toda, devemos voltar à palavra, nossa liderança deve ser com temor a Deus e amor aos homens, nosso compromisso com Deus e os princípios de sua Palavra deve estar acima de nossas inovações!
Lembre-se: embora o barulho possa fazer parte do avivamento, ele não é avivamento!

Nenhum comentário: