3 de ago de 2015

Presidente da CEADEB na Adesal? Há Controvérsias!


É espantosa a credulidade de alguns crentes ou talvez mais espantoso ainda seja o desejo crônico de querer crer no que uma mente inteligente e que detém o discernimento, jamais creria!
Segundo fontes ligadas ao Presidente da Adesal, o Sr. Presidente da Ceadeb não teria recebido convite formal para a noite do dia 29 de julho que comemorou, no Templo Sede da Liberdade, os 85 anos da Adesal e 18 anos do Pastorado do Pr. Israel Alves Fereira à frente da Adesal - Assembléia de Deus em Salvador! A presença do mandatário ceadebiano foi uma surpresa para todos que questionavam inusitada atitude. Para os mais crédulos teria sido um trabalhar de Deus, o que sinceramente não creio, para outros, poderia ter sido iniciativa do Presidente da Adesal já que este sempre discursa sobre sua capacidade de perdoar!
Houve quem até considerou ser este um momento histórico, o começo de uma era de perdão e diálogo. A emoção de quem crê nesta versão foi tão grande que chegaram até a fazer publicações em redes sociais, principalmente ceadebianos, uns por ingenuidade mesmo, outros pra não perderem o velho costume da bajulação cega!
Acontece que, política, isso mesmo, política e não outra coisa, sempre norteia atitudes como a vista na noite constrangedora do dia 29 de julho, noite que deveria ser de comemorações! A presença imposta do senhor que deu cobertura paterniana à tomada de cerca de 80 templos de propriedade da Adesal, cuja demanda ainda está envolvida em processos na justiça comum, que veio pessoalmente a Salvador dar posse a pastores em templos da Adesal e que ainda hoje tem processos correndo contra a Igreja de Salvador e contra seu Presidente, só poderia ser considerada como benéfica se este tivesse a ombridade de pedir perdão à Igreja de Salvador, ao seu Presidente e fizesse com que seus pares, antes pastores setoriais da Adesal, lhe imitasse a atitude.
Mas o senhor de quem me ocupo a discorrer nessas linhas "blogueanas" tem interesses em votos e isso fala mais alto que qualquer sentimento de arrependimento e humildade para o perdão!
Este ano é atípico. A Umadene, União de Ministros das Igrejas Evangélicas Assembleias de Deus na Região Nordeste do Brasil, perdeu a célebre liderança do Pastor José Antonio dos Santos ou simplesmente, Pastor "Neco", como era conhecido. O Pastor partiu para a eternidade e deixou uma lacuna na liderança da Umadene justamente em ano de eleições, embora o "Apóstolo do Nordeste" como bem disse o Presidente da CGADB, Pr. José Wellington, já tivesse anunciado que este ano não disputaria as eleições.
Já na CGADB, apesar das eleições só acontecerem em 2017, um clima de campanha já se instalou em todo o Brasil e a imagem do momento é a do filho do Presidente! Aí você me pergunta: o que isso tem haver? Simples, vou até passar para a outra linha.
A Conframadeb já figura entre uma das maiores convenções do Nordeste, com cerca de mil ministros, é muito voto, votos pra fazer a diferença em qualquer resultado. Bem, como também os processos movidos contra a Adesal até aqui não tiveram sucesso, algumas figuras ceadebianas resolveram apelar para um espírito do "esquece isso", "vamos cada um viver a sua vida" e que se danem os prejuízos e que o perdão fique para os membros, para eles vale, mas pra essa gente não.
Então, a idéia é: "esquece isso, e vota em mim".
Logo, aquela visitinha inusitada, constrangedora, imposta, é necessária. É como rezar na missa, orar entre evangélicos e dá um "passe" no terreiro. O importante mesmo é o voto!
Um amigo ceadebiano me perguntou se eu não desejava ver uma reconciliação. Respondi: claro que sim! Eis-me aqui para perdoar e pedir perdão! Mas não houve isso na noite do dia 29/07, o que houve foi o cinismo, o que se viu foi uma conduta meramente política e estratégica. O que mais lamento foi termos também assumido uma conduta política.
Desta forma, fomos tão hipócritas quanto eles. Poderíamos ter dito: "Seja bem vindo senhor Presidente da CEADEB, antes porém, entremos pela porta. Vamos perdoar e pedir perdão, causamos estragos que se fizeram públicos, peçamos perdão publicamente também, devolvam nossos templos, concertem a bagunça que vocês fizeram e nós concertaremos a nossa também. A igreja está aqui, o que é ligado por ela aqui na terra , é ligado nos céus!". Se a resposta fosse sim, teríamos o começo de uma era de vitórias, se fosse não, então não permitiríamos o teatro que foi feito!
Louvo a Deus pelo nosso Presidente, pelos seus 18 anos em frente à nossa querida Adesal. Louvo a Deus por fazer parte de 33 dos 85 anos que completou esta igreja. Entendo a postura do Reverendo Pastor Israel, mas é isto que penso da noite que poderia ser fantástica! Mas enfim, é como cantaram as mulheres da igreja naquela mesma noite: "A igreja vai permanecer de pé!"

3 comentários:

João santos da silva disse...

Muito complicado ,todas estas coisas,orando pra que tudo ,se resolva ,porque Jesus estar voltando para buscar uma só Igreja,no mais a Paz do Senhor Jesus.

Andre Celestino Celestino disse...

Parabenizo o amado pastor pela a materia. Isso é uma pura realidade. Tbm vi essa visita mais com interesse pessoal politica, do q uma reconciliacao advinda de arrependimento.

Unknown disse...

JESUS passa longe de toda essa celeuma. É um exemplo claro de um cristianismo sem CRISTO. Que o único e legítimo DONO da igreja, tenha misericórdia de todos nós.