8 de abr de 2016

Coisas Boas e Ruins da 9ª AGO da Conframadeb

O que teve de bom:

1. É fato que a 9ª AGO da Conframadeb foi uma das melhores desde que a instituição foi fundada! Mais organizada, abençoada pelo fato da estrutura do novo templo ter oferecido dois auditórios climatizados e por ter as plenárias da AGO realizadas no auditório do Hotel Mundo Plaza!
2. Os stands foram instalados no galpão onde funcionava o templo e estavam organizados de forma profissional. Vale aqui parabenizar a irmã Clarice Gonçalves, Secretária da Conframadeb e responsável pelos stands.
3. A cozinha, organizada pelo Pr. Ednaldo, Quinto também não ficou atrás, servindo café, almoço e janta de qualidade e na hora certa.
4. Os debates nas plenárias foram de relevante importância. Temas como o divórcio e a ideologia de gênero fizeram parte de uma série de outros debates que levaram à reflexão e discussão.
5. Destaque para o Pr. Marcos Paulo que conseguiu de forma simples e objetiva, esclarecer o que é ideologia de gênero, destacando sociólogos, filósofos e pensadores modernos, possibilitando a abertura do debate!
6. As esposas de ministros também se reuniram sob a liderança da irmã Joilda ferreira e foram ministradas e tiveram oportunidade de se confraternizarem.

O que teve de ruim:

1. Propaganda política a partir da presunção de achar que todos são, ou ingênuos ou burros! Montar um stand e tirar fotos profissionais com o povo e passar a ideia de que aquilo é bom para o desavisado que tirou a foto, é o "fim da picada". É querer fazer todos pensar que aqueles que tiraram a tal foto, apoiam o dito cujo que teve a infeliz ideia! Política se faz num diálogo aberto e inteligente, mostrando planos e projetos para o eleitor! Também não se faz oferecendo serviços sejam médicos ou de outra natureza ou dando ofertas para a construção do templo!

2. Despreparo para o debate nas plenárias. Nem o esclarecedor discurso do Pr. Marcos Paulo, fez com que um certo número de pastores que discorreram depois dele, entendesse em torno de quê estava a discussão. De ideologia de gênero passaram a discutir homossexualidade e esqueceram que, embora uma coisa leve a outra, homossexualidade é uma coisa e ideologia de gênero, outra!
Homossexualidade diz respeito a um comportamento que remonta aos tempos de Sodoma e Gomorra, ideologia de gênero diz respeito a ideia de que os sexos masculino e feminino são construções culturais e sociais, isto é, o sexo de uma criança só é definido a partir da escolha que ela fizer na sua vivência cultural e social, sendo, portanto, a desconstrução dos referenciais éticos e antropológicos da identidade da criança e do adolescente! Portanto, o assunto é mais sério que a questão da homossexualidade!
3. Quando se falou em adimplência com as contribuições para a instituição, alguns quiseram convencer a plenária no grito, outros fizeram propostas absurdas. O Pr. Abiezer propôs a redução de gastos para que se possibilite o funcionamento da máquina. Bem, eu não falei nada, o número de inscritos já estava completo, mas eu diria que além de conter gastos, é preciso que a Conframadeb disponha de mecanismos eficazes de arrecadação e cobrança, o que não acontece hoje. Para isso, é preciso investimento e investimento nunca é feito, porque o confundem com outro tipo de gasto! Então, o resultado é pagar o preço!

Quero, porém, levar na lembrança o que ficou de bom. Algumas pregações, alguns estudos, a organização do espaço e da forma como se montou a estrutura. Os momentos bons com companheiros da capital e do interior e a oportunidade da koinonia.
Que a próxima AGO seja uma benção!

Nenhum comentário: