17 de ago de 2016

Campanha Política: A Pedância Dá Lugar Ao Carisma!

Contam que um certo político dessa nossa Bahia costumava lavar-se com álcool após aqueles momentos de campanha corpo a corpo com o povão. Depois daqueles aperta aqui, aperta ali, abraça um, abraça outro, beija uma criança "catarrenta" aqui, outra fétida ali, o político carismático e amável dava lugar ao arrogante que na verdade nunca deixara de ser!
É claro que não nos assustamos com esse tipo de comportamento vindo de quem não conhece nada sobre Deus, Bíblia, cristianismo, amor, etc. Mas vindo de cristãos? É isso que me deixa chateado nesta época! Infelizmente, deixe-me repetir sem medo de equívoco, I-N-F-E-L-I-Z-M-E-N-T-E, muitos pastores deixam a sublime tarefa do sacerdócio para se aventurarem no mundo da política alegando até que decidiu fazê-lo por "divina revelação" (vão ver se eu estou na esquina!)
Mas não é sobre pastores que se candidatam que quero falar, mas sobre o comportamento hipócrita de nossos "irmãos na fé". Alguns passam por você e só falam, às vezes, porque não tem jeito. Outros, nunca fizeram questão de um aperto de mão seu, muito menos de tê-lo naquela medíocre relação de amigos facebookianos. 
De repente, o arrogante, que só te olha de cima para baixo, vem ao seu encontro com um sorriso de um canto a outro, atencioso, demonstrando interesse por você e com a nítida ideia de que eu e você somos verdadeiros idiotas! Mas deixe-me dizer logo: para mim os verdadeiros idiotas são eles! Idiotas, por pensarem que não vamos perceber sua falsidade, por acharem que todos são débeis e que só eles são os espertos!
Esses arrogantes travestidos de gente boa, se oferecem para ir à sua igreja, lugar que jamais pisariam se não fossem candidatos, para falar com gente que jamais falariam em outra circunstância. Esse carisma adotado no alvorecer das campanhas eleitorais, que serve como uma máscara sobre a verdadeira face, é, na verdade, a cara da hipocrisia, o sorriso forçado para benefício próprio, traduz a imagem construída para se chegar onde quer.
Em meio a tudo isso, ainda tem os pastores que mesmo sabendo desta sagacidade, aliam-se a esses tais, negociam com a igreja, se vendem e tem aqueles no meio do rebanho que fingem tanto quanto, a fim de alcançar benefícios para si.
É a arrogância que dá lugar ao carisma e à falsa amizade em toda campanha eleitoral!

Nenhum comentário: